Muralha Fernandina – Um dos segredos do Porto

Por não haver muita informação sobre a Muralha Fernandina, no Porto, este local poderá ser um dos segredos mais bem escondidos da cidade.

A entrada? É feita por uma porta mesmo ao lado da Igreja de Santa Clara. A localização da Muralha Fernandina fica perto da Sé do Porto, com uma vista que abrange o rio Douro, a ponte Luís I, a marginal de Gaia, a ponte do Infante, a Serra do Pilar e, à esquerda, o Funicular que sobe mesmo ao lado. No final da muralha, do século XIV, está uma espécie de torre que é considerada um miradouro excelente.



Reza a história, que as muralhas foram mandadas edificar pelo rei D.Afonso IV, em 1336, para defesa da cidade. Como a construção só foi concluída em 1376, já no reinado de D. Fernando, as muralhas ficaram sempre conhecidas como Fernandinas. No início, a muralha, tinha várias portas e postigos espalhados pela cidade – incluindo Batalha e Cordoaria – atualmente só este pedaço é visitável mas, na Ribeira, também encontra outros vestígios como, por exemplo, o Postigo do Carvão – local que recebia precisamente o carvão e abastecia a cidade, a partir dali.




Com o crescimento da cidade, as muralhas foram desaparecendo, tendo visto também diminuída a sua importância estratégica militar. Com o crescimento da cidade, a parte muralhada era incompatível com o alargamento de ruas e construções de novos edifícios.

Segundo o site de turismo da Câmara do Porto: “Presentemente existem ainda dois trechos, um localizado junto à Rua Arnaldo Gama intitulado Trecho dos Guindais e o outro junto das Escadas do Caminho Novo, intitulado Trecho do Caminho Novo. Ponto integrante da Rota Urbana do Vinho”.

PUB - Suscreve o nosso canal Youtube e ativa as notificações 👇

Notícias relacionadas

Leave a Comment