Jardim do Passeio Alegre – História

Jardim do Passeio Alegre

Para quem se faz passear pela cidade do Porto não pode dispensar a visita à Foz do Douro, uma freguesia desta mesma cidade. O Jardim do Passeio Alegre é como o próprio nome indica um jardim que se encontra nesta freguesia e que é de visita inevitável e recomendável para todos os que por ali passam.



É considerado um jardim com caraterísticas românticas, plantado à beira rio. Segundo se sabe o plantio das suas árvores data do ano de 1870, mas não são apenas árvores que ali se avistam. Este local ostenta uma grande variedade de espécies vegetais podendo aí ser visualizadas árvores de copas assim como plantas ornamentais.

Este é um jardim de grandes dimensões decorado com um elegante chafariz que foi esculpido em granito. Faz igualmente parte da sua decoração dois candeeiros obeliscos em ferro fundido cuja autoria pertence a Nicolau Nasoni e que se situam numa das suas entradas.

Relata quem sabe que foi por aqui que as tropas de D. Pedro IV passearam após o seu desembarque na Praia de Mindelo no ano de 1832. Pode também aqui ser observado um coreto em metal e um lago decorado à sua volta com um grande número de flores e que ostenta no seu centro uma escultura que representa A Menina e a foca. Nas suas imediações encontra-se o Castelo de São João da Foz e alguns antigos edifícios pertencentes aos Pilotos da Barra.

Esta zona do Passeio Alegre encontra-se classificada como sendo um Imóvel de Interesse Público e no seu interior ou à sua volta podem ser encontrados monumentos de património classificado como é o caso do Chafariz do Passeio Alegre, De dois obeliscos da Quinta da Prelada, da Igreja de São João Batista entre outros.

Para quem visita este local saiba que aí pode encontrar alguns serviços disponíveis como um snack-bar e instalações sanitárias publicas.

PUB - Suscreve o nosso canal Youtube e ativa as notificações 👇

Notícias relacionadas