Festival Varandas está de regresso

Festival Varandas

O Festival Varandas está de regresso para dar uma nova vida às varandas da Invicta. “Lusofónico” é o tema desta sexta edição.

Até 25 de agosto, o festival vai percorrer quatro praças da cidade – Praça D. Filipa de Lencastre, Praça Parada Leitão, Praça Carlos Alberto e Rua Rodrigues Sampaio, 140 (à Praça D João I) -, com espetáculos de acesso livre e vistas para a Lusofonia.



O Festival Varandas é uma coprodução da Câmara do Porto, através da PortoLazer, Associação das Colectividades do Porto (ACCP) e PlateiaParalela.

Programa:
4 e 5 agosto, Praça D. Filipa de Lencastre, 175
4 de agosto, 22h: Canto – Magano (PT)
Através de um contrabaixo, viola e percussões e de uma interpretação a duas vozes, Magano concede às modas Alentejanas um cunho pessoal pautado pela simplicidade e profundidade.
Sofia Ramos voz e percussão; Nuno Ramos voz e viola; Francisco Brito contrabaixo

5 de agosto, 11h: Varandinha – Contilheiras, contos populares portugueses infantis por Joana Teixeira e Linda Rodrigues

11 agosto, Praça Parada Leitão (à Cordoaria)
19h: Conto – Contilheiras, contos populares africanos por Joana Teixeira
22h: Canto – Daniela Mendes, Trio (PT)
Depois de em 2009 concluir o curso de Arquitetura, Daniela Mendes decidiu que o seu caminho seria desenhado por canções. A sonoridade da cantora e compositora portuguesa convida a uma viagem onde a mescla de influências lusófonas dá o mote, com ritmos e palavras de Portugal, Brasil ou Cabo Verde.
Daniela Mendes voz; André Marques da Silva guitarra; Luís Delgado percussão

18 agosto, Praça Carlos Alberto – Palacete de Viscondes de Balsemão
19h: Conto – Contilheiras, Pimenta na Boca: poesia popular portuguesa por Joana Teixeira e Linda Rodrigues
22h: Canto – Daniel Pereira Cristo, Quarteto (PT)
É de uma amalgama de experiências e vivências, de tantos projetos e aventuras musicais passadas, que surge este concerto, para apresentação de “Cavaquinho Cantado”. O concerto caracteriza-se pela alegria da junção dos dois velhos conhecidos, o canto e o cavaquinho, como personagens centrais numa abordagem nova e contemporânea da música e instrumentos de identidade. Música Étnica do Noroeste Português e Peninsular.
Daniel Pereira Cristo voz e cavaquinho; Diogo Riço bandola e guitarra; David Estêvão contrabaixo; Catarina Valadas voz e flauta transversal

25 agosto, Associação de Jornalistas e Homens de Letras do Porto – Rua Rodrigues Sampaio, 140 (à Praça D João I)
19h: Conto – Contilheiras, contos de cordel brasileiros por Linda Rodrigues
22h: Canto – Leo Middea (BR)
Carioca, 22 anos, cantor e compositor, Leo Middea traz-nos a sonoridade da nova música popular brasileira, numa mistura de tropicália, carimbó, funk e tudo o que foi vivendo nas suas viagens pelo mundo.
Leo Middea voz e guitarra

Notícias relacionadas