Detidos no Cais de Gaia




A PSP do Porto anunciou esta sexta-feira ter detido, no Cais de Gaia, três mulheres suspeitas de integrar uma rede que se dedica ao furto de carteiras.

As mulheres, com idades compreendidas entre os 18 e os 21 anos, “sem atividade profissional e sem residência fixa” em Portugal, estavam referenciadas por “crimes contra o património” e foram detidas durante “mais uma operação policial” da Divisão de Investigação Criminal para a “desagregação de grupos de indivíduos que de forma organizada se dedicam à prática dos crimes de furto de carteiras”, esclarece a PSP, em comunicado.

De acordo com o Comando Metropolitano do Porto da PSP, a detenção aconteceu pelas 17h40 desta quinta-feira depois as suspeitas “subtraírem, através da astúcia”, a carteira “a um casal de turistas de 64 anos de idade”.
Na posse das mulheres, a PSP encontrou, e apreendeu, “140 euros em dinheiro, uma bolsa de senhora, uma carteira contendo documentação de identificação e bancária e uma máquina fotográfica”.

“As mulheres subtraíram a carteira a um casal de turistas, pelo que foram de imediato intercetadas” e detidas, acrescentou a PSP, indicando que “os bens recuperados foram entregues às vítimas”.

No comunicado, a PSP recomendou a todos a prevenção de furtos pelo método carteirista, assinalando que “tem verificado que, frequentemente”, as pessoas “não tomam as precauções devidas para evitar/dificultar” este tipo de delitos.

Para a PSP, o mais adequado é “levar sempre a carteira dentro do casaco ou nos bolsos da frente das calças e nunca dentro de uma mochila”.

A polícia alerta, ainda, que “podem ser criados incidentes, dissimulados ou não”, para distrair a pessoa com vista ao furto.


PUB - Suscreve o nosso canal Youtube e ativa as notificações 👇

Notícias relacionadas