Convento de São Domingos

Convento de S.Domingos

O convento de S. Domingos foi construído entre 1239 e 1245, em estilo gótico primário, mas esta situação alterou-se devido às sucessivas obras e também reconstruções de que foi alvo na sequência dos quatro incêndios que o atingiram entre 1357, 1523, 1777 e 1832.

O convento dos dominicanos extinguiu-se em 1834e em parte do mesmo, existente no Largo de S. Domingos, após a vitória dos liberais na guerra civil do cerco do Porto, encontrou-se instalada a filial do Banco de Portugal, chamado anteriormente de banco de Lisboa. Do antigo convento, apenas foi aproveitada a fachada votada para o Largo de S. Domingos e que tinha sido poupada pelo incêndio que ocorreu em 1832. Foram realizadas obras de recuperação e adaptação do edifício, tentando manter a sua forma original, tendo-se aí mantido o Banco de Portugal instalado até 1934, altura em que foi transferido para um novo edifício, situado na praça da Liberdade. Desde então o prédio foi ocupado pela Companhia de Seguros Douro, fundada em 1875.

O imponente edifício encontra-se desocupado já há vários anos.

Do antigo convento restou, a arcada virada para o Largo de S. Domingos onde, em tempos remotos se faziam reuniões públicas e de comércio e também uma bela fonte de mármore que pertenceu á sacristia da igreja e está presentemente no jardim de Marques de oliveira (S. Lázaro).

Tanto o adro, com os seus arcos formados em alpendre, situado ao lado do edifício conventual, como a igreja, foram demolidos, nada existindo agora dessas antigas construções.



PUB - Suscreve o nosso canal Youtube e ativa as notificações 👇

Notícias relacionadas