Anomalias no Edifício Transparente podem pôr pessoas em risco

O Edifício Transparente (ET), em Matosinhos, apresenta anomalias que “envolvem um risco que pode provocar danos contra a saúde e a segurança das pessoas”.

Emissão em Direto:

A conclusão é de um relatório do Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC), datado de setembro, segundo o qual o ET padece de patologias críticas “quer de construção quer de manutenção”.

“As deficiências assumem uma classificação de risco diferenciado, que varia de acordo com a gravidade, medida pelas consequências que podem provocar, quer na saúde e na segurança dos utilizadores, quer no desempenho e vida útil do edifício”, lê-se no relatório, a que a agência Lusa teve acesso esta sexta-feira.

O LNEC classifica algumas das anomalias detetadas como “críticas”, “pois envolvem um risco que pode provocar danos contra a saúde e segurança das pessoas”, pelo que “recomenda uma intervenção imediata, no sentido de criar uma solução que previna acidentes e eventuais ferimentos nos utilizadores do edifício”.

Segue-nos...

Notícias relacionadas