Porto afastado da corrida à futura sede da Agência Europeia do Medicamento

O Porto, cidade portuguesa candidata a sede da Agência Europeia do Medicamento, foi afastada da corrida, falhando, assim, a passagem à nova votação.

Emissão em Direto:

O processo de decisão, desencadeado pela necessidade de retirar a sede da Agência do Medicamento de Londres, devido ao Brexit, está a decorrer durante a tarde desta segunda-feira.

Milão, Amesterdão e Copenhaga são as cidades finalistas.

Três cidades desistem da corrida à EMA
A Irlanda e a Croácia desistiram da corrida à sede da Agência Europeia do Medicamento (EMA, na sigla em inglês) na tarde desta segunda-feira, juntando-se a Malta.

O Porto foi a cidade candidatada pelo Governo português, que recuou na intenção de candidatar Lisboa, que já acolhe uma agência comunitária, depois de pressão exercida por vários atores regionais, com destaque para o autarca do Porto, Rui Moreira.

Os países da União Europeia estão já a votar nas cidades onde gostariam de ver relocalizada a EMA, que terá de deixar a Inglaterra na sequência da saída do país do espaço comunitário, em março de 2019. O vencedor será conhecido ainda esta segunda-feira.

A corrida está a ser fortemente disputada, já que representa 700 postos de trabalho altamente qualificados e dezenas de milhares de visitantes por ano.

Também em concurso está a sede da Autoridade Bancária Europeia, mas Portugal não se candidatou.

Segue-nos...

Notícias relacionadas