Detido no Porto por suspeita de furto, condução perigosa e sem carta

O homem fugiu à polícia num carro roubado. Também não tinha carta

Um homem de 49 anos foi hoje detido no Porto por suspeita de furto, condução perigosa e sem carta, após ter fugido à polícia num carro roubado e ser perseguido pela PSP.

Em comunicado, o Comando Metropolitano do Porto daquela força policial esclarece que o homem foi detido pela 1h10 na travessa Nove de Abril, local onde foi “intercetado por agentes policiais” e a viatura que tinha roubado “momentos antes” foi “imobilizada”.

De acordo com a PSP, o homem, um ajudante de motorista residente em Viseu, estava referenciado por “diversos ilícitos criminais” e ignorou as instruções de paragem dadas pela polícia, pondo-se “em fuga a grande velocidade” e desobedecendo “a regras e sinais de trânsito”.

A polícia acabaria por constatar que o detido não tem carta de condução e que o dono do carro ainda não se tinha apercebido do furto.

“Veio a verificar-se que a viatura havia sido furtada momentos antes na cidade do Porto, sendo que o seu proprietário apenas tomou conhecimento de tal facto depois do contacto estabelecido pela polícia”, descreve a PSP.

Após ter sido contactado pela polícia, o dono da viatura furtada deslocou-se à esquadra para formalizar a queixa, acrescenta aquela força policial.

A PSP refere ainda que a ação foi desenvolvida por agentes do efetivo da Esquadra de Intervenção e Fiscalização Policial da 2.ª Divisão, que verificaram que o suspeito, “referenciado pela prática de diversos ilícitos criminais, se fazia transportar num veículo ligeiro de passageiros”.

“Perante a presença policial, ignorou as indicações policiais para imobilização do veículo e colocou-se em fuga a grande velocidade, percorrendo diversas artérias na cidade do Porto, em desobediência a regras e sinais de trânsito, não tomando as devidas precauções de segurança rodoviária”, descreve a PSP.

Notícias relacionadas