Porto: Oito condenados por perseguirem e agredirem mulher

Porto: Oito condenados por perseguirem e agredirem mulher

O Tribunal São João Novo, no Porto, condenou ontem oito pessoas a penas efectivas e suspensas por, em 2017, perseguirem, agredirem e cortarem o cabelo a uma mulher por vingança, no Porto.

Destas oito, uma foi condenada a uma pena de dois anos e seis meses de prisão efectiva e as restantes a penas entre os seis meses e cinco anos de prisão, suspensas na sua execução.

Os arguidos, entre os quais sete mulheres e um homem, perseguiram, agrediram e cortaram o cabelo à vitima por esta, alegadamente, se ter envolvido com o marido de uma das mulheres, ora condenadas, residentes no Bairro do Cerco, no Porto.

Uma das arguidas, com 22 anos, moveu primeiro uma perseguição a familiares da vítima, que tinha fugido do bairro com medo de represálias, para a localizar e, depois, quando a encontrou agrediu-a.

Notícias relacionadas