Soldado fez festa no Museu Militar com álcool, droga e mulheres

O soldado, de 26 anos, confessou ao coletivo de juízes do Tribunal de São João Novo, no Porto, que consumiu droga e álcool com duas mulheres, e um outro militar, durante uma noite de convívio, no interior do Museu Militar, a 23 de fevereiro do ano passado. O arguido, que estava de serviço, acabou por adormecer com os três amigos numa cama, e não abriu o portão da instituição na manhã seguinte.

Emissão em Direto:

“Eu nem sou fumador. Não consumo canábis, mas naquele dia fumei durante a confraternização. Foi só um ou dois charros. Sei que foi uma irresponsabilidade. Arrependo-me de tudo porque sei que no estado em que estava não ia conseguir garantir segurança nenhuma”, confessou o militar.

Além do crime de incumprimento dos deveres de serviço, o soldado está também acusado de insubordinação por ameaças e por ter tentado agredir o sargento-mor, que o encontrou na caserna com as duas mulheres. “Ele [sargento-mor] pediu para elas saírem imediatamente do museu e, quando me virou costas, enquanto elas se vestiam, disse: ‘Olha-me este filho da p*** a dormir no meio de duas gajas’. O filho da p*** era eu. Fui atrás dele e disse que aquela não era a forma correta de falar com uma pessoa”, explicou.

Já o sargento-mor tem versão diferente. “Eu não lhe chamei filho da p***. Só disse: ‘P*** que pariu’. E ele virou- –se a mim, com o dedo levantado, a dizer que lá fora me matava de porrada”, referiu. O procurador pediu uma pena de cadeia substituída por multa.

artigo fonte: http://www.cmjornal.pt/portugal/detalhe/olha-me-este-a-dormir-com-duas?ref=HP_Destaque

Segue-nos...

Notícias relacionadas