Ladrão que assaltou estúdio da Rádio Portuense acusado de vários crimes

Ladrão que assaltou estúdio da Rádio Portuense acusado de vários crimes

 

Foi a 8 de Novembro de 2016 que fomos surpreendidos pela noticia de um assalto ao nosso humilde estúdio, pelas 10:00h, sito na Rua de Cedofeita. Para além dos danos no estúdio, foi roubada a nossa única mesa de som que nos permitia manter as nossas emissões em direto.

Nesse mesmo dia, os nosso diretores percorreram as ruas da cidade em busca da mesa, acabando por recuperá-la num café na Rua Mártires da Liberdade, onde o proprietário deste café havia comprado a mesa pela quantia de 15€.

A 27 de Março de 2018, o Ministério Público considerou arguido o autor do assalto ao estúdio da Rádio Portuense, englobando ainda outros crimes efetuados, num processo comum:

Dia 28 de Outubro 2016 – Tentativa de assalto a parque de estacionamento na Praça da República, que resultou em danos materiais em 3222€
Dia 8 de Novemnro 2016- Assalto ao estúdio da Rádio Portuense, onde roubou a mesa de som no valor de 250€
Dia 10 de Novembro 2016- Na Igreja Nossa Senhora da Conceição, no Marquês, onde foi efetuada a tentativa de roubo de caixa de esmolas e roubo de viatura automóvel no valor de 10980€
Dia 28 de Novembro 2016 – Roubo de 4 jogos na FNAC de Santa Catarina, no valor total de 439,96

Por este delitos, o MP incorreu o arguido na prática de:

  • um crime de furto qualificado
  • um crime de dano
  • dois crimes de furto qualificado
  • um crime de furto

O arguido fica a aguardar os habituais trâmites processuais, estando sujeito ao termo de identidade e residência

Foram alguns os meios de comunicação que fizeram notícia do furto à Rádio Portuense:

Notícias relacionadas