Morre dentro de túnel do Ceuta a caminho do hospital

Mário Lima Pereira despediu-se da mulher, este domingo de madrugada, para ir à Urgência do Hospital de Santo António, no Porto, por causa de dores nos rins. O homem de 72 anos pegou na mota e saiu de casa. No túnel de Ceuta, despistou-se – quando estava apenas a cerca de 300 metros da unidade de saúde – e morreu.

Ler notícia de ontem:
http://radioportuense.com/2018/04/08/porto-homem-morre-despiste-no-tunel-ceuta/

O alerta foi dado, por volta das 05h30, por um condutor que passava no local e viu um corpo junto de uma mota. “Nós estávamos sempre a dizer-lhe que ele já não tinha idade para andar de mota e para, quando ele não estivesse bem, nos ligar e não ir sozinho ao hospital. Até porque já não era a primeira vez que ele pegava na mota e caía”, referiu uma das filhas da vítima mortal.

“O Mário já se andava a queixar de dores, dizia que não sentia os dedos”, acrescentou um dos vizinhos do homem, que tinha sido picheleiro toda a vida e estava já reformado. Mário Pereira morava na travessa da Lapa, com a mulher e um neto de 13 anos. “É uma morte trágica. Não percebo porque é que foi na mota para o hospital e não de ambulância”, disse um amigo.

Quando o INEM chegou ao local, a vítima estava em paragem cardiorrespiratória. Foram iniciadas as manobras de reanimação, mas a vítima não resistiu à gravidade dos ferimentos e o óbito acabou por ser declarado pouco depois. A PSP foi ao local e está a investigar as causas do acidente. O corpo foi removido para autópsia. O trânsito esteve condicionado no túnel durante cerca de uma hora.

PUB - Suscreve o nosso canal Youtube e ativa as notificações 👇

Notícias relacionadas