Passageiro acusa TAP: “Hoje meu cao norreu num voo”

Um cão de raça buldogue francês morreu esta segunda-feira a bordo de um avião da TAP, que seguia de Madrid para o Porto.

O dono do animal, Milton COsta, denunciou a situação, dizendo que o cão lhe foi entregue muito quente, “asfixiado de tanto calor”. “Parecia que tinha sido transportado dentro de um forno”, garantiu o dono do cão, que foi levado no porão, numa publicação feita no Facebook.

“Prometeram-me que ia numa parte fresca sem problemas. Afinal onde está a parte fresca para o cão? Porque saiu o cão ardendo do avião?”, questiona Milton Costa.

Segundo informa o Correio da Manhã, a TAP alegou que foram seguidos todos os procedimentos normais nestas situações e que o animal se encontrava vivo quando foi descarregado do aparelho.

Abaixo as condições de TAP para transporte de animais:
https://www.flytap.com/pt-pt/necessidades-especiais/viajar-com-animais

Notícias relacionadas