PORTO: Agente da PSP aceitou dinheiro a troco de não passar multa

Um agente da PSP do Porto foi acusado pelo Ministério Público (MP) de, em 2016 e 2017, ter aceitado dinheiro de automobilistas em vários locais, a troco de não lhes levantar contra-ordenações.

Na sua página oficial na Internet, a Procuradoria-Geral Distrital (PGD) do Porto adiantou que o agente está acusado de cinco crimes de corrupção passiva, um deles na forma tentada.

O processo envolve ainda mais dois arguidos, estes indiciados pelo crime de corrupção ativa.

A acusação do MP, citada na Procuradoria, explica que o agente da PSP estava incumbido de fiscalizar a circulação automóvel no Porto quando cometeu os crimes.

Em cinco ocasiões diferentes, nomeadamente em Setembro, Novembro e Dezembro de 2016 e Janeiro de 2017, em vários locais da cidade, este arguido aceitou receber dinheiro e outras vantagens de automobilistas a troco de não lhes levantar os autos das contra-ordenações que tinham praticado, realça.

Notícias relacionadas