JAMES: “Tocar no Porto e o chão ficou completamente fodido! Foi incrível!”

Os JAMES estão em Portugal, e vão dar o seu trigésimo concerto em terras lusas esta sexta feira no Rock In Rio em Lisboa.

O site NIT.pt entrevistou o guitarrista Saul Davies, que revelou o momento mais marcante na memória da banda em Portugal.

NIT – E depois de todos estes anos com a banda a atuar em Portugal, qual é a história que gosta mais de recordar e a memória mais especial que tem?
Saul Davies – Tocar no Coliseu do Porto e o chão colapsar. Foi uma noite incrível. Se bem me lembro, porque foi há muito tempo, foi a primeira vez que tocámos no Porto e o chão colapsou totalmente e o edifício teve de ser evacuado. Foi incrível. A multidão estava a saltar e a saltar e o chão ficou completamente fodido. Isso foi algo mesmo impressionante. Depois do concerto, víamos pedaços de madeira no ar. Do género: que sítio maluco é este? [risos] E também tenho de dizer que a última vez que tocámos no Rock in Rio, tive a oportunidade de fazer um discurso sobre aquilo que eu pensava sobre o caminho por onde Portugal estava a ir — estava só a viver praticamente em Portugal na altura — e fiz mesmo um statement político sobre a situação em como eu a via, sendo um estrangeiro. E este último disco que fizemos é um disco que tem alguns desses elementos, com algumas questões políticas. Vivemos tempos muito estranhos. Tudo está fodido, na realidade. Portugal parece que está numa situação melhor, para algumas pessoas, mas, sendo britânico, é uma altura muito estranha para se estar vivo, por causa do Brexit, por exemplo. Se fores americano e negro, é um tempo muito estranho para viveres, com tudo o que está a acontecer lá com Trump.

Lê toda a entrevista no link abaixo:
https://nit.pt/coolt/musica/james-tocamos-no-porto-chao-colapsou-completamente-noite-incrivel

Notícias relacionadas