MEO Marés Vivas – Novo recinto duplica capacidade de receber festivaleiros

O novo espaço do Festival Marés Vivas localiza-se na antiga Seca do Bacalhau, em Vila Nova de Gaia, e permitiu duplicar a capacidade diária, podendo passar a acolher cerca de 40 mil pessoas

O novo recinto do Festival Marés Vivas, na antiga Seca do Bacalhau, em Vila Nova de Gaia, tem três hectares, sendo cinco vezes maior do que o anterior, e uma paisagem que conjuga mar e rio.

Quando falta pouco mais de um mês para o festival, que decorre de 20 a 22 de julho, o diretor da PEV Entertainment, Jorge Lopes, responsável pela sua organização, contou à Lusa que o novo espaço permitiu duplicar a capacidade diária, podendo passar a acolher cerca de 40 mil pessoas. “O atual recinto pode crescer ainda mais, há espaço para isso, mas estamos a ser comedidos e a criar o ambiente ideal para as 40 mil pessoas por dia”, referiu.

Jorge Lopes explicou que querem crescer passo a passo para que o cartaz, condições de segurança e conforto estejam à altura do número de pessoas. Referindo que o novo recinto está a 600 metros do anterior, o responsável explicou que o festival mantém a sua identidade, conjugando mar e rio, vai ter espaços verdes, nomeadamente relva, e novos e maiores espaços e palcos. “O espaço vai respirar melhor, vai permitir mais animação e atividades”, comentou.

Quanto ao estacionamento, Jorge Lopes deixou a garantia de que continuará a haver espaço, assim como será de fácil acesso. Sobre o antigo local, o responsável assumiu que deixa saudades, porque foi lá que “tudo começou”, contudo sublinhou que “era hora” de crescer.

Quanto à lotação do Marés Vivas, o diretor da PEV espera esgotar a bilheteira, à semelhança do que tem acontecido nos últimos anos, mas confessa que não será fácil, dado tratar-se do dobro das pessoas diariamente. “É o festival a Norte do país com maior lotação”, recordou.

Jorge Lopes salientou que o Marés Vivas pretende ser um “criador de experiências”, sendo objetivo surpreendê-las. Quanto ao cartaz, que foi divulgado há perto de um mês, ressalvou que é um “grande cartaz”, com nomes que o Marés Vivas já procurava trazer há algum tempo, como é o caso de Jamiroquai. Além deste, o festival vai apresentar o DJ e produtor francês David Guetta, os Kodaline, Joss Stone e a cantora britânica Rita Ora.

Em termos nacionais destaque para os Black Mamba, Manel Cruz, Carolina Deslandes, D.A.M.A. e Richie Campbell.

Notícias relacionadas