Colisão entre veículos provoca um ferido grave e três ligeiros

Uma colisão entre dois veículos ligeiros, na localidade de Aguiar de Sousa, no concelho de Paredes, provocou esta terça-feira quatro feridos, um dos quais em estado grave, disse à Lusa fonte dos bombeiros. Segundo a corporação de Cête, o acidente ocorreu cerca das 18h00, na estrada nacional 209. O ferido grave foi transportado de ambulância para o Hospital de São João, no Porto, e os três ligeiros para o Hospital Padre Américo, em Penafiel. Nas operações de socorro estiveram envolvidos meios dos bombeiros de Cête e de São Pedro da Cova,…

Ler mais

PORTO: Médicos e enfermeira acusados de homicídio negligente

O Ministério Público acusou de homicídio por negligência três médicos e uma enfermeira na sequência da morte de um homem, poucas horas após ser operado numa unidade de saúde do Porto. O processo remete para 2010, quando um otorrinolaringologista de Barcelos diagnosticou problemas crónicos de amígdalas e uma tumefação da tiroide ao paciente, de 32 anos, sugerindo que fosse observado por um cirurgião que exercia na Ordem de São Francisco, no Porto. Dessa observação resultou a sugestão, aceite pelo homem, de que fosse sujeito a uma amigdalectomia e uma tiroidectomia…

Ler mais

Homem morre em piscina insuflável

Manuel Nogueira quis fazer a vontade ao filho, de seis anos, e foram para a piscina insuflável montada no quintal da casa de família, em Louredo, Amarante. Quando já estavam na água, o homem entrou em paragem cardiorrespiratória – ao que tudo indica, vítima de doença. Os bombeiros de Amarante ainda tentaram manobras de reanimação, mas sem efeito. O corpo de Manuel Nogueira, de 40 anos, foi levado para o Gabinete de Medicina Legal de Penafiel. O funeral é esta terça-feira, às 16h30, na Igreja Velha de Louredo. A vítima…

Ler mais

Câmara do Porto vai realojar os moradores do Aleixo no prazo máximo de seis meses

A Câmara do Porto vai realojar em habitação municipal, no prazo máximo de seis meses, as 270 pessoas que vivem nas três Torres do Aleixo, porque estes imóveis “não são recuperáveis”, anunciou esta segunda-feira o presidente, Rui Moreira. O autarca referiu-se ainda à necessidade de o Governo alocar “mais recursos” às forças policiais do Porto. Câmara do Porto vai realojar os moradores do Aleixo no prazo máximo de seis meses Em conferência de imprensa, nos paços do concelho, o autarca explicou que decidiu realojar “o mais rapidamente possível” todas as…

Ler mais