Rei Philippe da Bélgica: “O Porto combina de “forma brilhante” o melhor do velho e do novo”

Na sessão de boas-vindas na Câmara do Porto, o monarca lembrou que desde a antiga fundação romana de “Portus Cale o Porto desenvolveu-se na cidade florescente e dinâmica que é hoje”, onde a reputação da invicta “fala por si”.

O rei Philippe da Bélgica deu como exemplo a Fundação de Serralves, “que foi transformada de uma residência familiar do século XIX num centro de excelência para o pensamento e as artes contemporâneas”.

O monarca destacou ainda o encontro com empresários e empreendedores da região onde mais uma vez o velho e o novo se complementam.

“O Palácio da Bolsa reúne-nos com pessoas de negócios, que representam tradições antigas e sagradas da produção vinícola e da agricultura, bem como empresas contemporâneas ativas em novos setores como o comércio eletrónico, energias renováveis e software. Na UPTEC [Parque de Ciência e Tecnologia da Universidade do Porto] iremos ver como os fundadores da Faculdade de Tecnologia do Porto colocaram uma fundação sólida para as maravilhas tecnológicas desenvolvidas aqui hoje.”, afirmou.

Os reis da Bélgica, Philippe e Mathilde, a quem foi entregue a chave da cidade, cumprem hoje, no Porto, o terceiro dia de uma visita oficial a Portugal, com passagens pelos Paços do Concelho, Serralves, Palácio da Bolsa e Universidade.

Os reis belgas chegaram às 11:40 à Câmara do Porto, onde assinaram pouco depois o livro de Honra.

Philippe e Mathilde seguiram depois para Fundação de Serralves de onde partem para o Palácio da Bolsa para se encontrarem com o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

No Salão Nobre do Palácio da Bolsa tem lugar o almoço em honra dos reis, oferecido pelo presidente da Câmara do Porto e presidido por Marcelo, e pelas 14:25, está prevista a visita dos reis e do Presidente à igreja de São Francisco.

PUB - Suscreve o nosso canal Youtube e ativa as notificações 👇

Notícias relacionadas