Porto com recorde de subida do preço das casas

Os preços as que as casas estão a ser vendidas em Portugal continuam a crescer a bom ritmo, revelam os dados detalhados por município hoje publicados pelo Instituto Nacional de Estatística.

O preço mediano de alojamentos familiares em Portugal aumentou 8,15% no segundo trimestre, para 969 euros por metro quadrado (€/m2), quando comparado com o mesmo período do ano passado. Contra os primeiros três meses deste ano os preços de venda das casas aumentaram 2%. O preço mediano de vendas de alojamentos novos foi de 1.084 €/m2 e para casas em segunda mão o valor situou-se em 949 €/m2 .

Contudo, a tendência de subida dos preços das casas difere de região para região, sendo que no segundo trimestre destacou-se o município do Porto, que neste período voltou a ocupar o segundo lugar no ranking das cidades mais caras do país no que ao imobiliário diz respeito.

Os preços das casas no Porto dispararam 24,7% no segundo trimestre para um preço mediano de 1.460 €/m2.

“Entre as sete cidades do país com mais de 100 mil habitantes, o Porto destacou-se por registar, pela primeira vez desde o primeiro trimestre de 2016, o segundo maior preço mediano de alojamentos familiares (1.460 €/m2), após Lisboa e ultrapassando o valor da cidade do Funchal (1.439 €/m2)”, refere o destaque do INE.

Lisboa continua com o estatuto de cidade mais cara do país, sendo que no segundo trimestre as casas foram vendidas a um preço mediano de 2.753 €/m2. Este valor representa um aumento de 23,4% face ao período homólogo e situa-se já quase três vezes acima da média nacional (969 €/m2).

Subida de preços acelera

O crescimento registado nas duas maiores cidades do país mostra que a tendência de subida dos preços das casas em Portugal acentuou-se no segundo trimestre, uma vez que as taxas de aumento no primeiro trimestre também tinham sido expressivas, mas ligeiramente inferiores (Porto com 22,7% e Lisboa com 20,4%).

Mas a escalada dos preços das casas não se restringe a Lisboa e Porto.

Os dados do INE mostram que “38 municípios, localizados maioritariamente no Algarve e na Área Metropolitana de Lisboa, apresentaram um preço mediano de venda de habitação superior ao valor nacional”.

Na lista das cidades com maiores subidas de preços destacam-se a Amadora (+15,8%), Braga (12,3%), Funchal (10,4%) e Vila Nova de Gaia (+10,3%). Coimbra foi a cidade com mais de 100 mil habitantes onde os preços menos cresceram (aumento foi de 5%).

Nas cidades com preços de venda bem acima da média nacional e com valores acima de 1.500 €/m2, o INE destaca ainda Cascais (2.100 €/m2 ), Loulé (1.846 €/m2 ), Oeiras (1.819 €/m2 ), Lagos (1.744 €/m2 ), Albufeira (1.631 €/m2 ) e Tavira (1.594 €/m2 ).

Na análise por regiões (NUTS III), é no Algarve que os preços médios são os mais altos (1.465 €/m2 ). Segue-se a Área Metropolitana de Lisboa (1.305 €/m2 ) e a Região Autónoma da Madeira (1.159 €/m2 ).

PUB - Suscreve o nosso canal Youtube e ativa as notificações 👇

Notícias relacionadas