Ryanair despediu funcionários que encenaram fotografia

Seis funcionários da Ryanair foram despedidos por “encenarem uma fotografia” a dormir no chão do aeroporto de Málaga, em outubro.

“Estes seis elementos de cabine do Porto foram despedidos no dia cinco de novembro por quebra contratual”, confirmou a Ryanair. Os tripulantes são acusados de “conduta grosseira, após terem encenado uma fotografia para suportar falsas alegações (largamente difundidas pelos meios de comunicação internacionais) de serem forçados a dormir no chão na sala de pessoal de Málaga”, justificou a empresa em comunicado enviado ao JN.

“Este comportamento prejudicou a reputação do empregador e causou uma quebra irreparável de confiança com essas seis pessoas”, acrescentou a Ryanair.

Clica na imagem para aceder à noticia publicada pelo JN

Os tripulantes foram acusados, a 17 de outubro, de simular uma fotografia no aeroporto de Málaga, quatro dias antes, quando seis voos com destino ao Porto divergiram para aquele aeroporto do sul de Espanha devido à passagem da tempestade Leslie por Portugal.

artigo original JN

PUB - Suscreve o nosso canal Youtube e ativa as notificações 👇

Notícias relacionadas