Porto: Atirou a matar contra dois seguranças

Não gostou de ser avisado pelos vigilantes do Lidl do Bonfim, no Porto, de que não podia ingerir comida que estava à venda naquela superfície comercial sem antes efetuar o pagamento na caixa.

Rapidamente gerou-se uma discussão e o cliente saiu do supermercado em direção ao carro.

Sacou de uma arma de fogo e atirou a matar em direção aos dois vigilantes que só escaparam ilesos porque conseguiram refugiar-se no interior da loja. Tudo aconteceu na passada segunda-feira, cerca das 19h00, quando havia muitos clientes no interior daquele estabelecimento comercial.

O atirador fugiu do local, mas acabou por ser detido poucas horas depois por inspetores da Polícia Judiciária (PJ) do Porto, que lhe apreenderam em casa a arma que utilizou no crime.

Esta quarta-feira, o operário de construção civil, de 19 anos, foi presente ao Tribunal de Instrução Criminal do Porto e ouvido em primeiro interrogatório judicial.

O juiz decidiu libertá-lo, mas o jovem ficou obrigado a apresentar-se três vezes por semana às autoridades policiais da área de residência, até ser julgado.

Está também proibido de contactar os dois vigilantes do supermercado Lidl.

O arguido, que não tem quaisquer antecedentes criminais, está agora indiciado por quatro crimes: duas tentativas de homicídio, detenção de arma proibida e um de dano.

Ao tentar atingir os dois seguranças, provocou prejuízos elevados na fachada daquela superfície comercial no Porto.

artigo CM

Notícias relacionadas