E-toupeira. SAD do Benfica não vai a julgamento

A SAD do Benfica foi, esta sexta-feira, ilibada de todos os crimes que lhe eram imputados pelo Ministério Público, no caso e-Toupeira. Paulo Gonçalves vai a julgamento.

A instituição foi ilibada de 28 crimes de falsidade informática, um crime de oferta ou recebimento indevido de vantagem e de corrupção, no âmbito do processo e-Toupeira. Paulo Gonçalves vai a julgamento por corrupção e seis crimes de violação de segredo de justiça, entre outros.

José Augusto Silva, tido como a “toupeira” do Benfica no sistema informático da Justiça vai a julgamento por 50 crimes.

PUB - Suscreve o nosso canal Youtube e ativa as notificações 👇

Notícias relacionadas