Câmara do Porto avança com casas de renda acessível

Em conferência de imprensa, o vereador do Urbanismo, Pedro Baganha, apontou para 2022 a conclusão do que designou como “a maior operação de arrendamento acessível no país”, explicando que um dos conjuntos habitacionais, cujo “projeto, construção e exploração” se pretende concessionar a privados, será instalado no antigo Quartel do Monte Pedral, nas ruas de Constituição e Serpa Pinto, ao passo que o outro, também a edificar em terrenos municipais, fica no Monte da Bela, freguesia de Campanhã, na área mais oriental da cidade.


antigo Quartel do Monte Pedral, nas ruas de Constituição e Serpa Pinto,

No Monte Pedral a perspetiva é construir 370 habitações, sendo 250 casas para renda acessível e 120 para renda livre, ao passo que no Monte da Bela a autarquia perspetiva 230 fogos, 80 a preços de mercado e 150 com renda acessível, sendo que estas serão ocupadas após “sorteio de interessados” segundo “regulamento do promotor” imobiliário “aprovado” pelo município e terão rendas entre “seis e cinco euros o metro quadrado”.

fonte: LUSA

PUB - Suscreve o nosso canal Youtube e ativa as notificações 👇

Notícias relacionadas