Gondomar: Enfermeira burlou paciente em quatro milhões de euros

A Polícia Judiciária deteve, em Gondomar, uma mulher, de 62 anos, após a denúncia da família de uma paciente a quem prestava apoio domiciliário. Em causa está a suspeita de crimes de burla e de branqueamento.

A assistente de enfermagem aproveitou-se “do debilitado estado de saúde e de consciência da vítima, em razão da avançada idade e condição médica devidamente diagnosticada e medicada”, adiantou a PJ, através de comunicado.

“Astutamente [a detida] começou por controlar e dominar todos os aspetos da vida desta, sendo por isso conhecedora do seu vasto património financeiro, o qual começou a transferir para a sua esfera de disponibilidade, até ao momento em que a família da vítima tomou conhecimento desses factos e denunciou”, lê-se no mesmo documento.

A mulher terá assim conseguido “avultadas somas de dinheiro, num total até agora apurado em cerca de quatro milhões de euros”.

A detida, residente em Gondomar, será presente esta quarta-feira a tribunal para primeiro interrogatório e conhecer as medidas de coação que lhe serão aplicadas.

Segue-nos e partilha:

Notícias relacionadas