Casillas emocionado à saída do hospital: «É difícil falar… Estou agradecido, tive muita sorte.»

Foi um Iker Casillas visivelmente emocionado aquele que se dirigiu aos jornalistas depois de receber alta médica do Hospital da CUF, no Porto, onde esteve internado desde a passada quarta-feira, na sequência do enfarte do miocárdio que sofreu durante um treino do FC Porto.

«O que aconteceu pode acontecer a qualquer um, tocou-me a mim mas cá estamos. É difícil falar… Estou agradecido, tive muita sorte. Quero agradecer às muitas pessoas que se preocuparam comigo. Acredito que vou dar a volta. Sinto-me emocionado por ver tanta gente aqui», afirmou o guarda-redes espanhol, de 37 anos, mostrando-se grato a todos quantos contribuíram para a sua recuperação, tanto aos médicos que o acompanharam no Hospital, como aos elementos do departamento clínico do FC Porto.

 «Estou muito melhor. Vai ser um repouso de um par de semanas, ou meses. É-me indiferente, importante é estar aqui. Havia que esperar que o coração e a cabeça assentassem. Estou bem, um pouco emocionado, mas bem. Quero também agradecer o gesto do clube no sábado [no jogo com o Aves]», prosseguiu Casillas, perante o batalhão de jornalistas, portugueses e estrangeiros, que o aguardavam.

Numa declaração sem espaço para perguntas, partiu do guardião uma palavra sobre o futuro profissional.

«Não sei o que será o futuro. O mais importante é estar aqui e poder falar tranquilamente e dizer como estou. Veremo-nos em breve», prometeu.

Iker Casillas agradeceu, ainda, as «muitas demonstrações de carinho» que tem recebido através das redes sociais, oriundas de «diferentes âmbitos do futebol.»

«Não consegui responder a todas, mas vou tentar fazê-lo», referiu.

Segue-nos e partilha:

Notícias relacionadas