Presidente do IPO do Porto detido por corrupção

Policia Judiciaria

Laranja Pontes, presidente do Instituto Português de Oncologia (IPO) do Porto, foi um dos quatro detidos na Operação Teia, da PJ do Porto.

Em causa, estão suspeitas de corrupção e tráfico de influência.

A investigação, centrada nas autarquias de Santo Tirso, Barcelos e Instituto Português de Oncologia do Porto, “apurou a existência de um esquema generalizado, mediante a atuação concertada de autarcas e organismos públicos, de viciação fraudulenta de procedimentos concursais e de ajuste direto com o objetivo de favorecer primacialmente grupos de empresas, contratação de recursos humanos e utilização de meios públicos com vista à satisfação de interesses de natureza particular”, diz a PJ em comunicado.

Em atualização

Artigo Fonte: EXPRESSO

Segue-nos e partilha:

Notícias relacionadas