Triatleta de 23 anos continua desaparecido no rio Minho

As buscas para encontrar Rafael Sá, um triatleta de 23 anos que participava numa prova de triatlo e desapareceu este domingo à tarde no rio Minho, na zona de Vila Nova de Cerveira, foram esta segunda-feira retomadas cerca das 6h00. 

Uma lancha da polícia marítima portuguesa, duas embarcações, um helicóptero da Força Aérea, e três equipas de mergulho – uma equipa da Marinha Espanhola e outra da polícia marítima de Lisboa – com recurso a Sonar lateral estão esta manhã a fazer buscas para encontrar o jovem desaparecido.

O triatleta pode ter sofrido uma indisposição antes de afundar no rio, acredita Juan Diaz, comandante do Miño, citado pela agência Efe. Díaz afirma que, assim que o jovem entrou na água, começou a sentir dificuldades e pediu ajuda. 

O jovem praticava desporto regularmente, mas que este domingo foi a sua estreia no triatlo. Várias dezenas de pessoas estão envolvidas nas buscas. O alerta foi dado pelas 15h45 de domingo e para o local foram destacados, no domingo, 19 elementos dos bombeiros voluntários locais e da Polícia Marítima, que contaram com o apoio de um helicóptero proveniente de Espanha. 

Em competição na prova Triatlo da Amizade estiveram 300 atletas de várias nacionalidades. Os participantes tiveram de nadar 750 metros, andar de bicicleta durante 20 quilómetros e correr cinco quilómetros.

PUB - Suscreve o nosso canal Youtube e ativa as notificações 👇

Notícias relacionadas