Passe família entra em vigor no Porto em maio

O passe família vai entrar em vigor na cidade do Porto a partir de 1 de maio. A medida foi aprovada por unanimidade esta sexta-feira em reunião da Área Metropolitana do Porto, quase um ano após a medida ter sido implementada em Lisboa. Esta medida terá um custo de 600 mil euros anuais, avançou o Jornal de Notícias (acesso livre).

O presidente do Conselho Metropolitano do Porto, Eduardo Vítor Rodrigues, justificou o atraso do título relativamente ao passe único por ser necessário criar um modelo que permitisse evitar as fraudes. “Estávamos à espera de receber os dados pelas Finanças, mas isso não é possível”, afirmou Eduardo Vítor Rodrigues.

O objetivo desta medida é que todos os elementos do agregado familiar tenham acesso a este passe que tem o custo de 80 euros mensais.

Entre março e abril a AMP vai abrir candidaturas para que as famílias possam apresentar declarações de IRS atualizadas e candidatar-se a esta medida que terá um custo de 600 mil euros por ano à Área Metropolitana do Porto.

Desde julho de 2019 que este título pode ser adquirido na Área Metropolitana de Lisboa (AML).

Em dezembro, o presidente da AMP explicava que o modelo de implementação daquele título estava resolvido, faltando apenas acordar as questões financeiras, nomeadamente o reforço da comparticipação do Governo. À data, o autarca dizia acreditar “piamente” que o financiamento chegaria mas que, se assim não fosse, a AMP assumiria o impacto, estimado então em um milhão de euros, e a medida entraria em vigor.

Artigo Fonte: ECO

PUB - Suscreve o nosso canal Youtube e ativa as notificações 👇

Notícias relacionadas