“Entrámos numa fase de crescimento exponencial da epidemia” – Marta Temido

A ministra da Saúde informou este sábado que Portugal está a entrar na “fase de crescimento exponencial da epidemia”, mas realça que as medidas adotadas pelo Governo podem mitigar surto de Covid-19.

Entrámos numa fase de crescimento exponencial da epidemia“, disse esta tarde Marta Temido, ministra da Saúde, no habitual balanço diário com as autoridades de saúde nacionais.

Não sabemos quanto tempo vai durar essa curva ascendente, mas sabemos que depende de cada um de nós”, assegurou, sublinhando que “é muito importante o comportamento individual”. O “Sistema nacional de Saúde não será capaz” de combater a doença sozinho, alertou ainda a ministra.

“Vamos continuar a trabalhar com as autoridades no sentido do redesenho daquilo que são os fluxos de tratamento. Estamos a passar por uma fase em que todos ou a maioria dos casos são internados, para uma fase em que o tratamento será em casa ou em ambulatório. A entrada pela linha Saúde 24 passa a ter um encadeamento, ou para casa em casos de sintomas moderados, ou para hospital ou internamento se estivermos perante casos mais graves, explicou Marta Temido.

Subscreve o nosso canal

A ministra da Saúde apelou ainda a que as pessoas possam relegar tarefas não urgentes para outros momentos — ficando mais em casa, na sequência das recomendações da DGS e da OMS –, e adiantou que, a partir de segunda-feira, serão testadas novas formas de confirmar casos de infeção. “Estamos a preparar um mecanismo que permita garantir que as prescrições de doentes crónicos sejam mais alargadas no tempo”, disse ainda, sublinhando que as autoridades estão a adiar consultas de outras doenças menos urgentes para concentrar atenção nos contaminados com Covid-19.

“Não estamos a privilegiar doentes com Covid em relação aos outros. Estamos a discriminar pela gravidade de cada situação”, assinalou Graça Freitas, diretora-geral da Saúde.

Notícias relacionadas