AMP quer que tutela clarifique se desviou ventiladores oferecidos pela Galp

O presidente da Área Metropolitana do Porto vai pedir ao Ministério da Saúde que clarifique se é verdade que os ventiladores oferecidos pela Galp foram desviados para Lisboa, como foi denunciado pelo presidente da Câmara do Porto.

“Fui incumbido de clarificar junto do ministério esta situação e tentar, caso se confirme, repor os direitos da região Norte”, afirmou Eduardo Vítor Rodrigues, em declarações à Lusa.

O presidente da AMP explicou que a denúncia foi feita pelo presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, numa reunião informal realizada hoje com os autarcas do Grande Porto para discutir estratégias metropolitanas para lidar com o surto de covid-19 na região.

Segundo aquele responsável, Rui Moreira revelou que, segundo fonte do Hospital de Santo António, os ventiladores oferecidos pela Galp foram “desviados” para Lisboa pelo Ministério da Saúde, informação que surpreendeu todos os que participaram na reunião desta tarde. Nesse sentido e, por proposta do autarca do Porto, Eduardo Vítor Rodrigues ficou incumbido de perceber junto da tutela a veracidade do que foi hoje denunciado.

Lusa

PUB - Suscreve o nosso canal Youtube e ativa as notificações 👇

Notícias relacionadas