Porto vai receber milhares de equipamentos médicos doados pela Fosun e Gestifute

A Fundação Fosun, de Xangai, cidade chinesa geminada com o Porto, acaba de fazer uma doação ao Município portuense, de 53 mil máscaras cirúrgicas, 5 mil testes e ainda de 200 óculos de proteção e 200 fatos de proteção. O extraordinário apoio conta com a participação da empresa portuguesa Gestifute, do Haitong Bank e da Haitong Securities. Os equipamentos chegarão ao Porto nos próximos dias.

Para ajudar a cidade-irmã a travar a luta contra a pandemia, o Município de Xangai, uma das maiores e mais desenvolvidas cidades da China, uniu esforços com grandes empresas e vai enviar um verdadeiro arsenal de equipamento de proteção para o Porto. As cerca de 50 mil máscaras serão entregues pela Câmara do Porto aos hospitais para proteção do pessoal médico. “Na qualidade de presidente da Câmara do Porto, e falando em nome dos nossos cidadãos que enfrena enfrentam uma crise sanitária sem precedentes, quero agradecer calorosamente o apoio e assistência com os suprimentos médicos que tão necessários são e que ajudarão a salvar vidas. É também um extraordinário gesto de valor simbólico que jamais esqueceremos”, sublinhou Rui Moreira.

A Fosun, um grupo multinacional chinês na área da saúde, foi contactada pelo Departamento de Relações Exteriores da Câmara de Xangai e logo mostrou a sua disponibilidade para ajudar, através da Câmara do Porto para imediatamente entender as necessidades reais e formular um plano detalhado de doações. As relações próximas da Fonsun com a empresa portuguesa Gestifute, que participa nesta doação, facilitaram em muita esta operação. “Estamos a passar por um momento muito complicado de saúde pública e todos somos poucos para ajudar neste combate. A Gestifute e eu próprio não podíamos deixar de participar nesta doação tão importante para a Cidade do Porto e é com orgulho e dever cívico que o fazemos. Não posso deixar de expressar o meu mais profundo agradecimento aos nossos parceiros da Fosun, designadamente ao Chairman Guo Guangchang”, afirmou Jorge Mendes.

Ontem decorreu em Xangai uma cerimónia da doação, em que participaram Liu Guangyong, diretor geral adjunto do Departamento de Relações Exteriores de Xangai, Israel Saraiva, cônsul geral de Portugal em Xangai, Li Haifeng, vice-presidente sénior da Fosun International e presidente da Fundação Fosun, e Qu Qiuping, diretor geral Haitong Securities.

Recorde-se que Porto e Xangai são cidades geminadas e o presidente da Câmara do Porto tem ativamente promovido o estreitamento de relações entre as duas cidades. Rui Moreira visitou Xangai em 2018, onde foi recebido pelo presidente e vice-presidente de Xangai, tendo viajado a convite do embaixador português José Augusto Duarte.

Também têm sido frequentes as visitas de delegações de Xangai à cidade do Porto. No âmbito do estreitamento de laços nos domínios da cultura e do turismo, o presidente da Câmara de Xangai, Ying Yong, visitou o Porto no ano passado e foi recebido por Rui Moreira nos Paços do Concelho.

Notícias relacionadas