O apelo sentido e emocionante de Ramalho Eanes

Em entrevista à RTP, o antigo Presidente da República apelou aos “velhos” como ele: devem ficar em casa, recorrer aos cuidados recomendados e se necessário “oferecer o ventilador” aos mais novos.

ara Ramalho Eanes, se Portugal chegar a uma situação limite em que não existem ventiladores suficientes para todos, os mais velhos — como ele, que tem 85 anos — devem dar o exemplo e ceder aos mais novos, desde logo “ao homem que tem mulheres e filhos”.

A afirmação do antigo Presidente da República foi feita em entrevista à RTP. Lembrando que “a crise não vai acabar agora, porque é necessária uma vacina — e mesmo que apareça na melhor das hipóteses no fim do ano, vai demorar depois meio ano [ou] um ano a ser produzida em quantidade” —, Ramalho Eanes apelou aos mais velhos

“Nós, os velhos, vamos ser os primeiros a dar o exemplo. Não saímos de casa, recorremos sistematicamente aos cuidados que nos são indicados e mais, quando chegarmos ao hospital, se for necessário oferecemos o nosso ventilador ao homem que tem mulher e filhos”, disse em entrevista à RTP na noite de quarta-feira.

Um mensagem dura, mas, ainda assim, carregada de esperança. “Nós – e eu falo porque sou um velho de 85 anos – nós, os velhos, devemos pensar que a nossa situação é igual à dos outros. E se alguma coisa há, é a obrigação suplementar de dizer aos outros que isto já aconteceu, que se ultrapassou, que [esta crise] vai ser ultrapassada.”

A entrevista completa pode ser vista neste link
https://www.rtp.pt/noticias/pais/estado-de-emergencia-a-entrevista-na-integra-a-ramalho-eanes_v1217552

PUB - Suscreve o nosso canal Youtube e ativa as notificações 👇

Notícias relacionadas