PSP fiscaliza deslocações entre concelhos no Metro do Porto

A intervenção fiscalizadora decorre “em todas as zonas de fronteiras intermunicipais percorridas por qualquer das seis linhas da rede,” com especial atenção para a Linha Amarela.

A Metro do Porto e a PSP estão a controlar a deslocação de passageiros nas fronteiras entre concelhos, evitando deslocações sem motivo “atestado por declaração justificativa”, devido à Covid-19.

Durante esta reportagem da CMTV na estação de Metro de São Bento, verifica-se um passageiro a ser abordado e impedido de continuar viagem pelo agente da PSP. O senhor não tinha qualquer justificação que permitisse seguir para o concelho de Vila Nova de Gaia.

“Metro do Porto e Polícia de Segurança Pública [PSP] vão atuar juntas, por forma a garantir o escrupuloso cumprimento da Lei. Salvo motivo válido e atestado por declaração justificativa (designadamente comprovativo emitido pela entidade empregadora que demonstre a necessidade da deslocação de um município para outro), também na rede do Metro os clientes não estão autorizados a viajar entre concelhos” ou a saírem do concelho de residência, divulgou a Metro do Porto em comunicado.

A empresa alerta que, entre quinta e segunda-feira, na ponte Luiz I, entre o Porto e Vila Nova de Gaia, a travessia é “totalmente proibida, quer através do metro quer de modo pedonal e em ambos os tabuleiros da ponte [o metro circula no tabuleiro superior]”.

“Metro do Porto e PSP desenvolvem ao longo dos próximos dias uma ação conjunta de controlo de passageiros nas diversas linhas da rede e, em concreto, nas fronteiras entre os concelhos onde o Metro circula”, descreve.

De acordo com a empresa, “a intervenção fiscalizadora” vai decorrer “em todas as zonas de fronteiras intermunicipais percorridas por qualquer das seis linhas da rede e, ainda mais especialmente, na Linha Amarela (D) e no atravessamento da Ponte Luiz I”.

A empresa lembra que, “ao abrigo do Estado de Emergência atualmente em vigor, nos dias 9 a 13 de abril, estão proibidas as deslocações de qualquer cidadão para fora do seu concelho de residência”. Metro do Porto e PSP “apelam ao bom senso, ao civismo e ao cumprimento da ordem por parte de todos os clientes”.

PUB - Suscreve o nosso canal Youtube e ativa as notificações 👇

Notícias relacionadas