Ligou para o INEM com forte dor torácica, mas escondeu que estava infetado com Covid-19

Um homem, de 57 anos,residente do Bairro de Francos, no Porto, ligou para o 112 dizendo que se estava a sentir mal. Quando foi questionado sobre se estava infetado com Covid-19, o indivíduo negou, conta o Jornal de Notícias.

O homem foi então transportado para o Hospital de Santo António, onde após ser examinado pelos médicos foi possível verificar que era, afinal, um doente contaminado, testado positivo há algumas semanas. A atitude colocou em risco os elementos do INEM e dos bombeiros, bem como os profissionais de saúde no hospital e outros doentes.

Por ter mentido sobre o seu estado de saúde, o indivíduo pode ser indicado por crime de propagação de doença infecciosa e pode ser condenado a uma pena de prisão até oito anos – oito anos de prisão é a pena máxima e a pena mínima é de um ano, podendo ser suspensa.

Conta o Jornal de Notícias que tudo isto aconteceu na passada quarta-feira, dia 15 de abril, pelas 13h00. O indivíduo, que vive com a mulher, ligou para o serviço de emergência queixando-se de uma dor torácica forte, alegando ser doente cardíaco. Após várias questões, foi chamada uma equipa do INEM que se dirigiu à residência do homem.

No local, a médica perguntou-lhe se estava contaminado com covid.19. Prontamente, o indivíduo respondeu que não. Foi então encaminhado para a unidade de saúde transportado por dois elementos dos Bombeiros Portuenses. No hospital, foi chamado à triagem de Manchester, onde contactou com um enfermeiro, aguardando depois na sala de espera junto de outros doentes.

PUB - Suscreve o nosso canal Youtube e ativa as notificações 👇

Notícias relacionadas