Validação de passes no Grande Porto volta a ser obrigatória no mês de maio

A partir de 04 de maio é novamente obrigatório validar os passes e outros títulos de transporte para viajar nos 18 municípios da Área Metropolitana do Porto (AMP), revelou hoje aquela entidade.

Em comunicado, a AMP esclarece que se mantêm um conjunto de medidas de salvaguarda articuladas com os operadores privados, por forma a garantir a segurança de todos os colaboradores e clientes que utilizam diariamente o transporte público.

Após a suspensão do estado de emergência, em vigor até 02 de maio, mantêm-se, entre outros, a redução do número máximo de passageiros, limpeza e desinfeção das instalações e equipamentos e a redução do contacto entre profissionais do setor e passageiros.

Será, no entanto, retomada, no próximo dia 04 de maio, a obrigatoriedade de validação dos títulos de transporte, estando desde já asseguradas todas as condições de higiene e segurança que tal ato possa implicar, salienta a AMP.

Neste sentido, todos os clientes que viajem nos transportes públicos do Porto devem estar munidos de um título de transporte válido, o qual poderá ser solicitado a qualquer momento pelos agentes de fiscalização.

A AMP informa ainda que os títulos de transporte Andante podem ser carregados, como habitualmente, nas Lojas Andante, nos agentes Payshop, nos pontos de venda dos próprios operadores ou na rede Multibanco (no caso de pretender adquirir uma assinatura mensal).

Nesta fase, aquela entidade apela ainda aos clientes para a utilização da aplicação “Anda”, para que não haja qualquer ponto de contacto com equipamentos ou eventual concentração de pessoas em filas de espera.

A Área Metropolitana do Porto sublinha ainda que continuará a acompanhar todas as orientações emanadas pelas entidades competentes, “reavaliando, sempre que tal se considere oportuno, todas as medidas implementadas, garantindo assim a segurança de todos os que viajam de transporte público”.

Para fazer frente à propagação do novo coronavírus e reduzir o risco contágio, no caso dos autocarros, as empresas de transporte deixaram de vender bilhetes a bordo e os passageiros passaram a entrar pela porta traseira, sem precisarem de validar o seu título.

Também no Metro, as validações foram suspensas e reforçadas a desinfeção das carruagens.

Em Portugal, morreram 928 pessoas das 24.027 confirmadas como infetadas, e há 1.357 casos recuperados, de acordo com a Direção-Geral da Saúde.

Portugal cumpre o terceiro período de 15 dias de estado de emergência, iniciado em 19 de março, e o Governo já anunciou a proibição de deslocações entre concelhos no fim de semana prolongado de 01 a 03 de maio.

PUB - Suscreve o nosso canal Youtube e ativa as notificações 👇

Notícias relacionadas