Falta de máscara nos transportes públicos vale multa entre 120 e 350 euros

O primeiro-ministro afirmou hoje que apenas serão aplicadas coimas por falta de uso de máscara nos transportes públicos e disse que as lojas que vão retomar a atividade na segunda-feira abrirão às 10:00.

António Costa avançou estes dados sobre o plano de retoma da economia, que hoje anunciou no final do Conselho de Ministros, em entrevista à RTP em São Bento.

Entre essas medidas hoje anunciadas, está a obrigatoriedade do uso de máscaras para quem andar nos transportes públicos, ou se deslocar a uma escola ou a um espaço comercial.

“Nós só prevemos a aplicação de coima nos transportes públicos, porque aí é muito difícil haver as normas de afastamento físico que são necessárias. Hoje, até nos supermercados nas filas para as caixas, está uma marcação no chão de qual é a distância que cada um deve ter. Nós não podemos fazer isso nos transportes públicos”, justificou o primeiro-ministro.

Na entrevista, o líder do executivo voltou a defender a necessidade de haver horários diferenciados para o funcionamento dos estabelecimentos comerciais e dos locais de trabalho em geral.

“Para diminuir a pressão da procura, o Governo incentiva o desfasamento de horários. As escolas quando reabrirem reabrem às 10:00. Este novo comércio que vai retomar [na segunda-feira] reabrirá só reabre a partir das 10:00 de forma a diminuir a pressão”, apontou António Costa.

O primeiro-ministro destacou ainda que o Governo optou por manter “a obrigatoriedade do teletrabalho durante todo o mês de maio para as atividades que podem estar nessas condições”, tendo em vista, precisamente, “não aumentar neste momento a pressão também sobre os transportes públicos”.

PUB - Suscreve o nosso canal Youtube e ativa as notificações 👇

Notícias relacionadas