Estacionamento volta a ser pago no Porto de forma faseada

A Câmara do Porto inicia a partir da próxima segunda-feira, dia 11, a reabertura dos parques de estacionamento municipais e o regresso faseado do estacionamento pago à superfície, tendo estabelecido um calendário detalhado para o efeito. Estando em curso um regresso gradual à atividade económica, este regresso da atividade de fiscalização do estacionamento à superfície, por etapas, permitirá à autarquia preparar o reinício das operações de gestão de estacionamento em segurança.

Estando em curso o início do período de desconfinamento e o regresso faseado de vários setores de atividade, e constituindo a gestão do estacionamento um fator fundamental para a sustentabilidade do comércio, nomeadamente do comércio de rua, o Município do Porto estabeleceu o seguinte calendário para a reabertura dos parques de estacionamento municipais e das zonas de estacionamento pago à superfície (ZEDL).

A partir da próxima segunda-feira, dia 11 de maio, serão reabertos ao público em geral todos os parques de estacionamento municipais ou cuja gestão está confiada à empresa municipal Ágora, designadamente os parques de estacionamento da Trindade, Alfândega, Silo Auto, Palácio de Cristal e Poveiros.

Depois, no dia 18 (segunda-feira seguinte), será reiniciada a operação de fiscalização do estacionamento à superfície na zona central da cidade (Zona I) onde o comércio de rua é mais prevalente. É também reaberto nesta data o parque municipal de Duque de Loulé, onde ainda decorrem obras de repavimentação, e ainda o Funicular dos Guindais.

No dia 25 de maio segue-se a reabertura da zona II e, finalmente, no dia 1 de junho as zonas III e IV de pendor mais residencial e de serviços.

Este regresso faseado da atividade de fiscalização do estacionamento à superfície, permitirá ao Município preparar o reinício das operações de gestão de estacionamento em segurança, implementando gradualmente todos os planos de contingência entretanto definidos, nomeadamente no que respeita à desinfeção dos espaços e respetivos equipamentos, ao mesmo tempo que acompanha o regresso faseado da atividade económica em sintonia e conformidade com a estratégia de levantamento gradual das medidas de confinamento, determinadas por resolução do Conselho de Ministros de 30 de abril.

A informação das diferentes zonas de estacionamento pago à superfície está devidamente identificada em todos os parcómetros. Estes serão ligados gradualmente, por zonas e nos dias já indicados.

Serão igualmente retomadas, como meio de pagamento, as aplicações já existentes – Telpark e Via Verde – que serão ajustadas ao plano de reabertura gradual definido pelo Município.

Recorde-se que a Câmara do Porto foi pioneira ao tomar medidas no combate à pandemia do COVID-19 tendo suspendido, no passado dia 13 de março e previamente à declaração do Estado de Emergência, a operação e fiscalização do estacionamento pago à superfície e encerrado ao público os parques de estacionamento municipais, que se mantiveram apenas disponíveis para os portadores de avença.

Juntamente com as restantes medidas que prontamente foram postas em prática pelo Município do Porto, a suspensão das atividades de fiscalização do estacionamento pago à superfície e o encerramento dos parques de estacionamento municipais tiveram como objetivo primordial “parar tudo aquilo que era possível parar”, disponibilizando-se o espaço de estacionamento disponível na cidade para os moradores e os trabalhadores dos setores essenciais.

Fonte: Porto.pt

PUB - Suscreve o nosso canal Youtube e ativa as notificações 👇

Notícias relacionadas