A Linha do Ramal da Alfândega pode vir a ser ecopista

A Linha do Ramal da Alfândega está encerrada desde 1989, e é um percurso que liga a estação de Campanhã ao terminal de Alfândega.

Segundo o jornal Porto,pt, a Câmara do Porto está a estudar as duas soluções existentes para aquela linha. A decisão também vai ser dos portuenses, mas o executivo vai avaliar na reunião privada da próxima segunda-feira, dia 22, a abertura deste percurso à fruição da população, com a criação de uma ecopista.

O primeiro projeto que esta em aberto é a criação de um novo percurso pedonal e ciclável. Onde seriam aproveitados os troços em túnel e o céu aberto, bem como a requalificação ambiental e paisagística da sua envolvente, através da criação de um parque urbano em socalcos, em toda a área ao redor do canal ferroviário. Esta ainda previsto neste projeto o reforço da relação entre a cota baixa, junto ao rio, e a cota alta, estando previstas diversas ligações, algumas das quais a dotar de meios mecânicos.

Uma segunda hipótese seria utilização do Ramal da Alfândega para uma ligação rápida entre Campanhã e a Alfândega através de um transporte pendular e eléctrico. Isto teria o objetivo de diminuir o uso de transporte individual.

O portal municipal refere que durante o debate de segunda-feira, a Câmara quer aprofundar “uma solução simplificada que permite, desde já, a abertura deste percurso à fruição da população, iniciando a recuperação do canal com custos de implementação reduzidos, garantindo a curto prazo a funcionalidade e a segurança da sua utilização como ecopista dedicada aos modos suaves de mobilidade, de cariz turístico e de lazer”.

Foto: Jornal I

Notícias relacionadas