NEP-UP à conversa com João Veloso – PodLetras ep1

PodCast estreou na passada sexta feira às 17 horas e ficará em rotação diária na nossa emissão. Também pode ser visualizado no nosso canal youtube

É com enorme prazer que o Núcleo de Estudantes de Português da Universidade do Porto (NEP-UP) anuncia a criação do podcast intitulado “PodLetras”. No primeiro episódio, gravado no passado dia 17 de julho, entrevistámos o Professor Doutor João Veloso, professor de Fonética e de Fonologia na Faculdade de Letras da Universidade do Porto e Pró-Reitor da Universidade do Porto, responsável pelas pastas da Promoção da Língua Portuguesa e de Inovação Pedagógica.

Durante cerca de quarenta minutos de conversa, João Veloso fala-nos não só sobre Linguística, como sobre o que significa promover a Língua Portuguesa, o papel do ensino na sociedade e na vida dos estudantes universitários e perspetivas relativamente à academia.

Discorrendo um pouco sobre a sua área de atuação, o professor confessa que “a Linguística em geral tem todos os condimentos para se transformar, para ser uma disciplina (…) altamente atraente” por ser “o ramo de conhecimento que estuda e que caracteriza aquilo que individualiza o homo sapiens sapiens perante todas as outras espécies zoológicas (…) – a faculdade da linguagem” e termina a resposta, comentando que “a Linguística é uma espécie de chave, se é que podemos dizer assim, para entrar naquilo que há de mais humano no ser humano”. Refletindo ainda sobre o papel da promoção da Língua Portuguesa no mundo, destaca a importância de se valorizar o português como língua de divulgação e de produção científicas a nível internacional.

O Pró-Reitor dá uma palavra de encorajamento aos estudantes que acabam de ingressar no ensino superior, dizendo que é fulcral “correr riscos, no sentido de não ter medo de falhar (…) de fazer más escolhas, não ter medo de experimentar a aproximação a várias áreas, (…) de mudar de curso se for o caso, (…) de confrontar ideias que lhes são mais ou menos impostas.” Nesse sentido, incentiva os estudantes que terminam o seu percurso académico a atuarem em diversas áreas e a conhecer o mundo do trabalho – e não só – para lá de Portugal. A entrevista termina com comentários ao estado da política mundial hodierna, frisando a necessidade de uma formação sólida, que motive o espírito crítico no ser humano. “Resistir por todos os meios ao nosso alcance para desmascarar, para desconstruir e para continuar a formar pessoas que tenham um pensamento suficientemente robusto e ágil para contrariar esses avanços totalitários e completamente desrespeitadores das minorias, de uma série de direitos adquiridos, da liberdade de pensamento, da liberdade de expressão”.

PUB - Suscreve o nosso canal Youtube e ativa as notificações 👇

Notícias relacionadas