Motoristas de transportes escolares da Trofa ao serviço após colega testar positivo

Depois de, há uma semana, um motorista do município da Trofa que faz o transporte escolar de crianças ter testado positivo à covid-19, esta terça-feira, outro profissional que se manteve a trabalhar após ser conhecida a infeção do colega também acusou positivo.

Segundo o JN apurou junto de um funcionário da autarquia, “a Câmara mandou continuar a trabalhar” os motoristas depois de ser conhecida a primeira infeção, a meio da semana passada. E, de acordo com a mesma fonte, “foram dadas indicações” aos profissionais para que não fossem mencionados aos serviços de saúde os contactos com os colegas. No entanto, os 10 motoristas que trabalham para o município cruzam-se diariamente nas instalações municipais situadas em Lantemil, em Santiago de Bougado.

O motorista que agora deu positivo já estava sintomático na sexta-feira, apresentando tosse. Foi mantido “a trabalhar com sintomas”, afirmou ao JN um funcionário. Com o agravar da sintomatologia no fim-de-semana, o trabalhador contactou os serviços de saúde e efetuou o teste à covid-19 na segunda-feira.

De acordo com a mesma fonte da autarquia, estão atualmente cinco motoristas ao serviço e “sem fazer teste”, sendo que um deles faz parte do mesmo turno dos dois colegas que testaram positivo ao novo coronavírus. Contudo, outros dois profissionais já estavam em isolamento desde a passada sexta-feira, dado que, após terem conhecimento do primeiro colega infetado, “ligaram para a Linha Saúde 24, e mandaram-nos ficar em casa”. Estes dois motoristas realizaram entretanto o teste à covid, que deu negativo. Um outro já não se encontrava a trabalhar por pertencer a grupo de risco.

O JN questionou a Câmara da Trofa, mas ainda não obteve resposta.

FOTO: CMA

PUB - Suscreve o nosso canal Youtube e ativa as notificações 👇

Notícias relacionadas