Julgados por criarem site falso de banco e desviarem dinheiro

Ouve a nossa emissão !! Um grupo de seis pessoas acusadas de criar um site falso de um banco e de enviar e-mails aos seus clientes para obter dados pessoais e movimentar as suas contas começa a ser julgado segunda-feira, no Porto. Segundo a acusação do Ministério Público, a que a Lusa teve acesso, três destes arguidos criaram uma página de Internet em tudo semelhante à de um banco e, a partir dela, enviaram e-mails aos clientes da instituição, pedindo para atualizar os dados de ‘homebanking’ para os conseguir obter…

Ler mais

Vídeo ▶️ Matosinhos: Abusava da filha de seis anos

Ouve a nossa emissão !! Viciado em sexo abusa da filha de seis anos por canal-portuense Viciado em sexo e em pornografia, o homem, de 29 anos, aproveitava os momentos em que estava sozinho em casa com a filha, de apenas seis anos, para abusar sexualmente da menina. Por diversas ocasiões, em data anterior a 20 de fevereiro de 2016, o arguido deu-lhe beijos na boca. Pedia ainda para a menor se sentar no seu colo e, depois de lhe baixar as calças e as cuecas até aos tornozelos, sujeitava-a…

Ler mais

Vídeo ▶️ : Burlão do amor enganou diretora de colégio do Porto

Burlão do amor engana diretora de colégio por canal-portuense Jurou que a paixão que sentia era avassaladora e assim o perito informático conseguiu que a diretora financeira do colégio de ensino inglês onde trabalhava, no Porto, lhe entregasse 450 mil euros. Chorava, dizia-se desesperado, contava histórias de ameaças, de tragédia pessoal e profissional. Mas usava o dinheiro para levar uma vida de luxo e pagar as despesas de outra mulher. O arguido, de 45 anos, começa a ser julgado na quarta-feira, no Tribunal de São João Novo, Porto, por um…

Ler mais

Justiça: Afogou filho de seis anos no Rio Douro

Supremo Tribunal de Justiça reduziu para cinco anos de prisão, suspensa por igual período, a pena da mulher que em 2009 se atirou ao rio Douro, em Gaia, com o filho de seis anos, provocando a morte da criança. Em nota publicada esta sexta-feira na Internet, a Procuradoria-Geral Distrital do Porto refere que, na primeira instância, a arguida tinha sido condenada, por um crime de homicídio, a oito anos e três meses de prisão, uma decisão entretanto mantida na íntegra pelo Tribunal da Relação do Porto. A arguida recorreu para…

Ler mais

Violou três mulheres e depois disse no Facebook que estava cansado

Suspeito foi detido pela Polícia Judiciária do Porto, em maio, e vai agora enfrentar julgamento no Tribunal de S. João Novo. Começou por violar uma mulher junto a um supermercado de Valongo. No mesmo dia, oito horas depois, molestou outra vítima perto da estação de comboio e, passada apenas meia hora, mais uma mulher era violada. Ao fim do dia, o homem, de 30 anos, acusado de ter roubado e violado as três mulheres, em abril, queixava-se na rede social Facebook de estar com “muito sono e cansado”. O suspeito…

Ler mais

Gondomar: Jovem de 17 anos mata “rival” de 14

Mário “Fumado”, 17 anos, estaria apaixonado pela namorada da vítima. Ameaças e insultos entre os jovens na rede social culminaram em agressão fatal. Os dois menores já eram amigos há vários anos na rede social Facebook, onde o mais velho manifestou estar apaixonado pela namorada do mais novo. Após troca de insultos na internet, Mário Sousa, conhecido por “Fumado”, de 17 anos, agrediu com um mosquetão Hugo Gonçalo Teixeira (“Gonzo”), de 14, que acabaria por morrer. Por estes factos, que aconteceram no verão do ano passado, em Baguim do Monte,…

Ler mais

Toques de telemóvel como controlo de trabalhadora considerado ilícito pela Justiça

O Tribunal da Relação do Porto considerou ilícito o despedimento de uma trabalhadora de uma associação que não cumpriu uma ordem para dar “um toque” para o telemóvel do presidente da direção à entrada e à saída do trabalho. O acórdão, a que a Lusa teve acesso esta quinta-feira, vem confirmar a decisão da primeira instância, que tinha condenado a associação a pagar à funcionária uma indemnização de cerca de 23 mil euros, acrescida do valor das retribuições que deixou de auferir desde a data do despedimento até ao trânsito…

Ler mais

Matosinhos: Tribunal manda sair de casa menor que o pai engravidou

Filha adotiva teve de ir viver para casa de uma familiar depois do aborto. Pai foi detido pela PJ e libertado por juíza de turno. A menor engravidada pelo pai adotivo, entretanto detido pela Polícia Judiciária (PJ) e libertado pelo tribunal, teve de sair da casa familiar, em Matosinhos, onde vivem a mãe e irmã. Por ordem do Tribunal de Família e Menores, a criança, de 11 anos, foi retirada depois de ter tido alta do hospital onde foi realizado o aborto, há dias e enviada para casa de uma…

Ler mais