Agentes da PSP do Porto reclamam pagamentos em atraso

Conforme avança o Correio da Manhã, mais de 100 agentes da PSP do Porto que, durante o mês de junho, realizaram diversos serviços gratificados na cidade, por solicitação da câmara, reclamam os pagamentos que se encontram em atraso. Mais de 50 mil euros deveriam, segundo os queixosos, ter sido pagos até à passada quarta-feira.

Fonte oficial da PSP explicou ao CM que a autarquia não está em dívida, uma vez que os valores que cada agente deve receber pelos serviços ainda estão em processamento nos serviços da PSP. “Este não foi um serviço único.

Várias ações implicaram vários dias, diversos horários e ainda algumas divisões policiais. Há acertos que ainda estamos a ultimar e que se prolongaram por várias semanas”, explicou a mesma fonte.

Em causa está o requisição pela Câmara do Porto de vários agentes da escala de serviços remunerados para ações policiais em atividades festivas, como o São João, de 23 para 24 de junho, e deslocações até junto dos ecrãs gigantes espalhados pela cidade, onde os adeptos assistiram aos vários jogos do Campeonato do Mundo de Futebol. “No meu caso devem-me 300 euros, mas há colegas em situações muito piores.

Estive na Boavista, por altura do São João, e nas Fontainhas, para além dos dias nos ecrãs gigantes, e não sei quando e se vou receber o dinheiro. É uma situação vergonhosa”, referiu um dos agentes. Há cerca de cinco anos, lembrou, foi destacado para uma marcha LGBT, nas mesmas condições, da qual, afirma, nunca foi remunerado.

PUB - Suscreve o nosso canal Youtube e ativa as notificações 👇

Notícias relacionadas