Cinco suspeitos apanhados pela GNR após duas longas perseguições

Cinco indivíduos, suspeitos de tráfico e furto de veículos, foram detidos pela GNR, em duas situações distintas, que obrigaram os militares a realizar perseguições de dezenas de quilómetros, entre Braga e Trofa e entre o Marco de Canaveses e o Porto. Ambos os casos, que passaram pela A3 e A4, só tiveram fim quando os condutores se despistaram.

Uma das perseguições começou na madrugada de ontem, em Alpendorada, Marco de Canaveses, quando a GNR recebeu um alerta sobre o furto de uma Toyota Hiace numa oficina.

Os suspeitos, que tinham chegado ao Marco numa Renault Space, foram avistados em Alpendorada, onde a GNR começou a persegui-los. Seguiram para a zona de Entre-os-Rios, de onde voltaram para Alpendorada e foram em direção à cidade do Marco. Em Avessadas, abandonaram a carrinha furtada e continuaram a fuga numa Renault. Entraram na A4 e seguiram até Valongo, onde saíram e percorreram várias ruas, na tentativa de despistar as várias patrulhas.

Voltaram para a A4 e seguiram em direção à cidade do Porto, onde se despistaram, na zona do Amial. Os homens, de 30 e 60 anos, de Ovar e da Feira, ambos conhecidos por inúmeros casos de furtos, acabaram detidos.

Alerta por tráfico

Em Braga, uma denúncia relativa a uma alegada situação de tráfico de droga na zona do Bragaparque, pelas 22 horas de sábado, colocou a GNR no encalço de um Fiat Punto onde seguiam três indivíduos com idades entre 21 e 25 anos.

Os militares localizaram o carro pela primeira vez ainda em Braga, pelas 23 horas, mas só conseguiram fazer uma abordagem na zona do nó de Cruz, concelho de Vila Nova de Famalicão, com uma ordem de paragem que visava proceder a uma fiscalização antes que a viatura entrasse na A3.

Desobedecendo à ordem da GNR, o condutor do Fiat Punto, residente na Trofa, encetou uma fuga pela autoestrada, efetuando várias manobras perigosas para tentar despistar as autoridades.

Os indivíduos saíram da A3 em direção à Trofa, seguindo pela EN104 para Bougado, onde acabaram por ser intercetados já perto da uma hora da madrugada, no lugar da Maganha. Despistaram-se na Rua da Aldeia Nova, embatendo num muro e num carro estacionado e chegando a atingir a própria viatura da GNR, que sofreu danos ligeiros. Os três indivíduos sofreram ferimentos leves, assim como um dos militares da GNR de Braga.

Apesar de não ter sido detetada droga, foi apurado que o condutor do Fiat tinha a carta de condução apreendida. Como tal, não poderia conduzir.

PUB - Suscreve o nosso canal Youtube e ativa as notificações 👇

Notícias relacionadas