Atropela militar e destrói Porsche em fuga louca à GNR

Ao volante de um Porsche Panamera furtado, um cadastrado que estava a ser vigiado pela GNR provocou o caos, esta sexta-feira à tarde, numa estrada municipal da freguesia de Carreira, no concelho de Barcelos.

Desobedeceu à ordem de paragem dos militares e chegou mesmo a atropelar um guarda. Na fuga alucinante, provocou um acidente aparatoso. Obrigado a abandonar o Porsche destruído, depois de ter abalroado o portão de uma moradia, entrou numa oficina de mecânica e conseguiu escapar numa carrinha.

Ainda está a monte. A cena digna de um filme aconteceu esta sexta-feira pelas 16h30. Há vários dias, os militares do Núcleo de Investigação Criminal de Barcelos vigiavam Hugo Ferreira, cadastrado por furto, tráfico e viciação de veículos, suspeito de manter a atividade criminosa.

Esta sexta-feira, os investigadores aperceberam-se de que Hugo Ferreira saía de casa ao volante de um Porsche Panamera, dado como furtado. Tentaram forçar a paragem, mas o condutor não obedeceu. Seguiu-se a fuga alucinante por estradas secundárias, até que o fugitivo embateu de frente numa carrinha. “Ouvi um estrondo enorme. Corri para a rua e já só vi o homem a correr pela estrada acima”, contou ao CM uma moradora.

A carrinha furtada ao mecânico acabou por ser abandonada nas proximidades, onde a GNR admite que Hugo já tivesse um carro a aguardá-lo.

O acidente fez dois feridos ligeiros, o militar da GNR e o condutor da carrinha abalroada.

artigo avançado pelo CM

PUB - Suscreve o nosso canal Youtube e ativa as notificações 👇

Notícias relacionadas