Sete detenções por crime de desobediência este domingo

O ministro da Administração Interna confirma que já foram efetuadas sete detenções por crime de desobediência. Eduardo Cabrita saúda, ainda assim, o espírito de “solidariedade e civismo” que todos os portugueses manifestam em relação às restrições impostas.

Uma das detenções foi um caso grave, de dever de confinamento, de acordo com Eduardo Cabrita. O governante lembra que o dever de confinamento protege o cidadão que está afetado pela doença, mas também as restantes pessoas.

Em conferência de imprensa, depois de uma reunião com a Estrutura de Monitorização do Estado de Emergência, o ministro da Administração Interna disse, no entanto, que foi pontualmente necessária a intervenção, particularmente na Póvoa de Varzim e em Esposende.

Eduardo Cabrita agradeceu o espírito de solidariedade que todos os portugueses revelaram ao longo destes dias. “As forças e serviços de segurança transmitiram-nos que a ação desenvolvida foi quase na totalidade pedagógica”, revela.

O ministro da Administração Interna revelou que os passageiros estrangeiros, a bordo do navio de cruzeiro que chegou esta manhã a Santa Apolónia, em Lisboa, vão ser transportados de autocarro, sob escolta policial, para o terminal 2 do aeroporto de Lisboa.

A Direção-Geral da Saúde (DGS) atualizou este domingo os números de infetados pelo novo coronavírus em Portugal. O país conta agora com 1600 casos de infeção pela Covid-19. O número de vítimas mortais subiu para 14.

Portugal está em estado de emergência desde as 00h00 de quinta-feira. O decreto presidencial, assinado por Marcelo Rebelo de Sousa, foi votado na quarta-feira no Parlamento, já depois de ter recebido o apoio do Governo e do Conselho de Estado.

PUB - Suscreve o nosso canal Youtube e ativa as notificações 👇

Notícias relacionadas