Noite de São João: Porto e Gaia recomendam adiamento do jogo FC Porto – Boavista

Eduardo Vítor Rodrigues e Rui Moreira estiveram reunidos esta quarta-feira para delinear estratégias para a noite de São João.

Algumas das medidas preveem a interdição da ponte Luís I na noite de 23 de junho e o encerramento mais de lojas de conveniência e transportes.

Os autarcas pedem ainda que jogo entre F. C. Porto e Boavista seja adiado.

Os presidentes da Câmara do Porto e de Vila Nova de Gaia, Rui Moreira e Eduardo Vítor Rodrigues, e os responsáveis pela PSP, Polícia Municipal, Proteção Civil Municipal, CP, Metro e STCP, reuniram-se hoje no Porto para consolidar os procedimentos a assumir quanto à noite de São João. O encerramento mais cedo de lojas de conveniência e de serviços de transportes, bem como a interdição da Ponte Luís I, tanto para circulação automóvel como pedonal em ambos os tabuleiros, são algumas das medidas consensuais que foram acordadas e que serão executadas na noite do dia 23 de junho.

Não podendo tomar medidas acerca da realização de jogos de futebol ou do funcionamento de determinadas superfícies comerciais, as entidades presentes vão pedir ao Governo que as assuma também, para que a tentação de festejos na noite de São João não venha a comprometer os resultados muito positivos que a Região e as duas cidades em particular têm conseguido na luta contra a COVID-19.

A Câmara do Porto já tem na rua, desde hoje, uma campanha publicitária apelando a comportamentos responsáveis na noite de São João, como aliás, os recentes Conselhos Municipais de Segurança e Economia tinham desafiado o Município a fazer. As cidades do Porto e de Vila Nova de Gaia têm tido notificações residuais de casos de COVID-19, desde o início do mês de Junho, estando o Município do Porto há 12 dias sem qualquer caso reportado nos boletins da DGS.

Da realização dos Conselhos Municipais, realizados na passada semana no Teatro Rivoli, e da reunião de hoje, convocada por Rui Moreira, resultou também o reforço de ações de fiscalização, patrulhamento e gestão de limpeza urbana, por forma a eliminar precocemente quaisquer focos de potencial infeção.

A Metro do Porto concordou também em terminar a sua operação mais cedo do que o normal na noite do dia 23, estando a CP a estudar a supressão de serviço entre as estações de Campanhã e São Bento no período noturno e a STCP a avaliar a supressão das linhas da rede de madrugada para desincentivar os movimentos pendulares.

Por parte da Câmara, será determinando o encerramento efetivo, sem permanência de clientes no seu interior, de estabelecimentos de restauração e bebidas a partir das 23 horas e de outros estabelecimentos de venda de bebidas para o exterior (nomeadamente cafés, pastelarias, lojas de conveniência e outros estabelecimentos comerciais de atividade similar), a partir das 19 horas.

JOGO DE FUTEBOL NA NOITE DE SÃO JOÃO PREOCUPA PSP

Sobre a marcação de um dérbi futebolístico da cidade para essa noite, os presentes acordaram em manifestar ao Governo, às autoridades de saúde e à Liga Portugal, a sua preocupação acerca da realização do jogo de futebol entre o FC Porto – Boavista, já que, segundo o parecer da PSP, o encontro poderá ser um foco de concentração indesejado de adeptos, sugerindo-se o seu adiamento. Recorde-se que os restantes jogos onde intervêm os clubes com mais adeptos, foram todos agendados para dias de semana, exatamente pelas mesmas razões, pelo que não faria sentido a realização do dérbi da cidade, logo na noite de São João.

As Câmaras do Porto e de Vila Nova de Gaia tinham já anunciado a 4 abril o cancelamento de todas as festividades oficiais do São João, nomeadamente concertos e o fogo-de-artifício tradicional no Rio Douro, que este ano não terão lugar.

PUB - Suscreve o nosso canal Youtube e ativa as notificações 👇

Notícias relacionadas