Cartaz Cultural – 9 a 16 de novembro

O Cartaz Cultural está de regresso esta semana e conta com um evento especial que promete surpresas.

Iniciamos esta semana com a apresentação do festival “Porto/Post/DOC”, que está de regresso e decorre entre 20 a 29 de novembro. Os espaços reservados para as suas competições e apresentações das várias categorias a concurso são algumas das salas emblemáticas da cidade do Porto, como o Rivoli e o Cinema Passos Manuel. Este é, também, um festival internacional, por isso, são vários os países com trabalhos a apresentar, que nos fazem viajar um pouco por todo o mundo. Os filmes apresentados em cada categoria a concurso, contarão histórias do dia à dia de qualquer pessoa, bem como as problemáticas existentes nas grandes cidades.

Este ano, devido aos tempos incertos em que vivemos, a novidade paira no facto de uma parte da programação ser online, através da categoria “180 Media Academy”, um programa de formação complementar para estudantes e jovens profissionais do setor dos media e audiovisual, que procura explorar novos paradigmas da produção contemporânea. O programa arranca de forma presencial a dia 21, para se completar online entre os dias 24 e 27 de novembro com uma série de masterclasses, conferências, projeções e desenvolvimentos de projetos.

O objetivo deste festival é dar a conhecer o cinema de forma mais abrangente possível, em especial, o cinema contemporâneo, com o intuito de mostrar as suas características e o apresentar ao público de maneira diferente e surpreendente.

No total, serão então 60 filmes apresentados entre 20 e 29 de novembro. Sendo um festival com vários países a concurso, está prometida a diversão, com respeito garantido por todas as normas e regras de segurança, bem como estreias nacionais, conversas, entrevistas e sessões familiares com o apoio de uma academia destinada a pensar novas formas de produção de conteúdos realizados em parceria com o canal 180.

  • O dia 10 de novembro reserva “Música Luminosa”
    Horário:19h30
    Local: Casa da Música
    Preço: 7,50 euros, com 25% desconto em cartão amigo
    Duração: de 1h30 e está
    Classificação: M/ 6 anos.

A orquestra barrosa e o Remix Ensamble reúnem-se num concerto inteiramente dedicado à música francesa, interpretando artistas que desafiaram as convenções da sua época.

  • Dia 12 de novembro estreia nos cinemas o filme “MISS”.

Alex é um menino delicado de 9 anos que não sabe ainda bem se se sente menino ou menina, tem um sonho: ser um dia eleito Miss França. Quinze anos depois, Alex perdeu os pais e a autoconfiança e sente-se estagnado numa vida monótona. Um encontro imprevisto vem despertar esse sonho esquecido. Alex então decide concorrer ao título de Miss França, escondendo a sua identidade masculina. Beleza, excelência, camaradagem… Ao longo das etapas de um concurso implacável, ajudado pela sua pitoresca família que muito o apoia, Alex parte à conquista do título, da sua feminilidade e, acima de tudo, de si mesmo. “Miss” é o primeiro filme de Ruben Alves desde o grande êxito “A Gaiola Dourada”.

  • Dia 12 de novembro – “Quintas de Leitura – As palavras são jaulas do tempo”,
    Local: Auditório do Campo Alegre
    Horário: 19h30
    Preço: 9 euros
    Duração: 1h30
    Classificação: M/ 12 anos.

A noite junta dois poetas: Adolfo Luxuria Canibal, vocalista dos Mão Morta, e a artista Cláudia Sampaio que, na companhia de José Anjos, lerão alguns poemas. A sessão contará ainda com a presença de Krake que se junta a Adolfo numa viagem que une o som negro e experimental da bateria à voz do vocalista.

  • O dia 12 até dia 15 reserva “A Morte de Raquel
    Local: Teatro Carlos Alberto
    Horário: 12/11 – 19 horas
    13/11 – 19 horas
    14/11 – 19horas
    15/11 – 16 horas
    Duração: 1h30
    Classificação: M/ 12 anos.

Partimos do ano de 1980, o ano em que Raquel Castro morreu. Tinha 99 anos e na sua sepultura constam as seguintes palavras “Esqueci-me de apanhar a roupa”. A atriz e encenadora convida-nos para o seu velório nada convencional, um pouco excêntrico até. Em palco, 3 atores assumem a voz de Raquel. Esta peça explora as possibilidades de um futuro imaginado, sendo um espetáculo que brinca com o fim da vida e tenta sobreviver aos medos que desperta.

  • Passando para o dia 13, “CCN – Ballet de Lorraine”
    Local: teatro Rivoli
    Horário: 19h30 no dia 13 e 19 horas no dia 14, tendo esta última sessão transmissão online
    Preço: 12 euros, para a sessão presencial e 6 euros para a sessão online
    Duração: 1h40, com 2 intervalos
    Classificação: M/ 12 anos.

Merce Cunningham, um dos maiores artistas americanos, cuja carreira conta com 7 décadas, distinguiu-se pela constante inovação e expansão das fronteiras das artes performativas, está de regresso à cidade do Porto, com um programa apresentado pela CCN – Ballet de Lorraine, em comemoração do 100º aniversário do seu nascimento.

  • No âmbito deste evento, e no mesmo dia e local, “Conversas pós-espetáculo com Joana Castro”, pelas 20h45 onde ideias sobre o espetáculo enumerado anteriormente serão discutidas e trocadas entre Joana Castro e os espectadores.


  • O mesmo acontece no dia 14, com dois eventos a decorrer em paralelo com “CCN – Ballet de Lorraine” e que vão de encontro à sua história. O primeiro evento trata-se de ”Histórias da Dança”
    Horário: 15h,
    Local: Rivoli.
    Preço é de 2,50 ou gratuito mediante levantamento de bilhete.

Há quem diga que precisamos de uma enciclopédia ou de um manual para entender um espetáculo de dança contemporânea. Nesta atividade, cada sessão é um fascínio e cada um espectador vai construir a sua própria enciclopédia ou o seu manual, bem como a sua história da dança. A partir de novas obras de artistas consagrados e emergentes, bem como remontagens de peças icónicas, vão acompanhar alguns dos espetáculos de dança contemporânea na companhia de especialistas dos diversos autores e obras apresentadas.

  • Ainda “Aquecimento paralelo com Isabel Ariel”, pelas 17h. O seu preço é, também, de 2, 50 euros ou grátis mediante levantamento de bilhete.

Revisita as peças de Cunningham através de ima aula técnica abordando o rigor, ritmo e consciência espacial.

  • Voltando ao dia 13 “Cláudia Madeira haja Fado”, pelas 21 horas no Teatro Sá de Bandeira, com um preço de 10 euros e uma classificação para maiores de 6 anos.

  • Ainda no dia 13 “Jorge Palma”, ao vivo no Super Bock Arena/Pavilhão Rosa Mota, pelas 21horas. O seu preço varia entre 10 a 18 euros e está classificado para maiores de 6 anos.
  • Dia 14 de novembro “Stand up comedy l Gala de estreia”, pelas 18 horas, no Teatro Sá da Bandeira com um preço de 6 euros, com classificação para maiores de 16 anos. Com Pedro Guimarães, Pedro Rodrigues, David Monteiro, Luís Gonçalves e Diogo Simões.
  • Ainda no dia 14 “Chiado Comedy Club humor negro”, pelas 21 horas, no teatro Sá da Bandeira com um preço de 7,50 e uma classificação para maiores de 18 anos.
  • O dia 14 é o dia que mais eventos tem, desta vez “O heroico de Beethoven – oficinas do dia”
    Horário:10h30 e 14h30
    Local: Casa da Música
    Preço de 5 euros. Para grupos de 4 pessoas o preço é de 15 euros.

Um encontro ficcionado entre Napoleão e Beethoven onde ambos conversam, mas nunca chegam a entender-se é o ponto de partida para ouvirmos a música do compositor alemão e abordarmos a famosa dedicatória que ele fez ao imperador francês na sua 3ª sinfonia, mas que acabou por rasurar, acabando por dar título à obra Eroica. Sempre com humor, conciliamos aprendizagem histórica com conhecimento musical.

  • Ainda na casa da música e no mesmo dia, “O olho esquerdo de Júlio Verne”, pelas 16 horas, com o preço a variar entre os 6 e os 8 euros.

Mário João Alves com o seu coletivo “Ópera Isto” tem sido um colaborador do serviço educativo na produção de espetáculos originais que habitualmente inauguram cada nova temporada. Abriu o Ano de França e antes do seu fim, apresentamos este excelente espetáculo que nos trás música do tempo de Júlio Verne”.

  • No dia 14, “O génio de Mozart”
    Horário:18 horas.
    Preço é de 7,50, com 25% em cartão amigo
    Duração é de 1h15
    Classificação: M/ 6 anos.

A imaginação e a genialidade de Mozart dominam este concerto dirigido por um dos grandes maestros da atualidade. Este concerto começa com uma das peças mais ilustrativas da associação de Mozart à Maçonaria e encerra com a célebre Sinfonia Júpiter.

  • O dia 14 também tem estreia nos cinemas de “Sol Posto – Um filme concerto de Capitão Fausto”

Composto por versões inéditas do repertório da banda, Sol Posto integra três performances gravadas ao vivo e em exclusivo para o filme. As actuações ocorrem em três momentos distintos do dia: crepúsculo, noite e alvorada. Tal como na vida quotidiana recente, o filme enfrenta a ideia de um período de ponderação em vez de ação, e de suspensão em vez de concretização. As horas de Sol Posto são palco do descanso, da reclusão, dos sonhos e dos planos, da escuridão, da espera e do desconhecido. Se por um lado pretende evocar os mais verossímeis aspetos da experiência de um concerto, torna-se também numa oportunidade de quebrar a barreira física do tradicional palco/plateia, aproximando o espetáculo do espectador, trazendo-o para dentro do palco e colocando-o a uma distância de cumplicidade com os músicos. O som e imagem foram gravados ao vivo, no decurso de uma semana em Setembro de 2020, em Melides.

  • Ainda no dia 14, “Diogo Piçarra” ao Vivo no Super Bock Arena/Pavilhão Rosa Mota, pelas 21 horas com um valor de 10 a 18 euros.
  • Passando para o dia 15 de novembro “Brincar com Mozart”
    Local: Casa da Música
    Horário: 10h30 e 15 horas
    Preço: 10 euros, bilhete para criança e adulto e de 7,50 para o segundo acompanhante.

Depois do Exito de Mini Mozart, continuamos a saga dos irmãos Mozart, Wolfgang e Nannerl, numa viagem musical pelas composições e vivências do génio austríaco. É de forma lúdica e alegre que nos cruzamos com o talento do pequeno prodígio, para que ninguém se esqueça de que a música é uma festa e nos faz sentir melhor.

  • Dia 16, também na Casa da Música, “3º módulo música e matemática”, pelas 17h30. O preço varia conforme o módulo pretendido, por isso convido a visitarem o site da Casa da Música para perceber os valores disponíveis.

O Curso Livre de História da Música é dirigido a todos os públicos, independentemente da sua formação musical, e na sua 11ª edição mantém uma ligação próxima com a programação da Casa da Música. Começa com a celebração dos 250 anos do nascimento de Beethoven e um módulo exclusivamente dedicado ao célebre compositor alemão. Dois módulos centram- se em diferentes períodos da música francesa: o início do século XX com o Impressionismo Musical e o período Barroco com a vitalidade criativa da corte de Versalhes. O papel do maestro na orquestra é o foco de um módulo orientado por um maestro experiente. As ligações entre a música e a matemática são outro desafio que promete surpreender.

PUB - Suscreve o nosso canal Youtube e ativa as notificações 👇

Notícias relacionadas