Incêndio deflagrou no edifício devoluto da antiga estação ferroviária da Boavista

Um incêndio deflagrou nesta madrugada no edifício devoluto da antiga estação ferroviária da Boavista, no Porto, onde o El Corte Inglés tem intenção de construir e sobre o qual foi submetido um pedido de classificação municipal.

Em declarações à Lusa, o comandante dos Sapadores do Porto, Carlos Marques, indicou que o alerta foi dado às 03:30, tendo sido mobilizados para o local 12 homens e uma autoescada.

“O edifício já está devoluto, inclusivamente já tinha alguns vãos selados, o que ardeu foi no interior: alguns resíduos que lá tinha, nada de muito especial. Nós fizemos a extinção, não houve feridos a registar”, revelou, acrescentando que ardeu também um pouco da cobertura do edifício.

Apesar de o combate às chamas ter sido “relativamente fácil”, foi necessário o recurso a meios elevatórios, nomeadamente à autoescada, mas a integridade do edifício não foi, contudo, comprometida.

No local estiveram ainda presentes o piquete da Proteção Civil e a PSP, a quem cabe inicialmente investigar as causas do incêndio, tendo sido acionada Divisão Investigação Criminal (DIC) para recolher elementos.

O Movimento de cidadãs e cidadãos pela criação de um Jardim público na Boavista e pela preservação da antiga estação ferroviária lamentou o sucedido considerando mesmo “muito suspeito que isto tenha acontecido agora”.

Notícias relacionadas