Covid-19: Prisões de Custóias e Santa Cruz do Bispo com 19 reclusos infetados

Os estabelecimentos prisionais de Santa Cruz do Bispo e do Porto, ambos em Matosinhos, têm 22 infetados com o novo coronavírus, dos quais 19 reclusos e três guardas prisionais, informaram hoje à Lusa os Serviços Prisionais.

De acordo com fonte oficial da Direção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais (DGRSP), na cadeia de Santa Cruz do Bispo há sete reclusos da ala masculina infetados e um guarda prisional.

Os sete reclusos positivos estão assintomáticos, isolados dos demais e sob acompanhamento clínico continuado, disse a DGRSP.

Os reclusos em causa são do regime comum, externo à Clínica de Psiquiatria e Saúde Mental, sublinhou.

Um dos trabalhadores desta prisão da ala masculina está também infetado, depois de em “contexto da sua vida privada” ter feito o teste e o resultado ter sido positivo, adiantou.

“Em conformidade com os planos de contingência em vigor, os reclusos de uma ala deste estabelecimento prisional foram colocados em quarentena que supõe a suspensão das diferentes atividades, incluindo visitas, e o uso obrigatório de máscara por todos os reclusos, a todo o tempo e em todos os espaços do estabelecimento”, revelou.

A DGRSP referiu ainda que na ala feminina deste mesmo estabelecimento prisional não há nenhum caso positivo entre reclusas.

Acrescentando que “há unicamente registo de duas trabalhadoras que, no contexto das suas vidas privadas, fizeram teste e informaram estar positivas à covid-19, pelo que se encontram nos respetivos domicílios acompanhados pela saúde pública das suas áreas de residência”.

Já o Estabelecimento Prisional do Porto, mais conhecido por cadeia de Custóias, regista 12 reclusos infetados, frisou.

Os serviços prisionais explicaram que, depois de ao início da tarde de terça-feira um dos reclusos ter dado positivo, foram testados todos os restantes da ala B e trabalhadores, num total de 270, tendo 12 deles apresentado teste com resultado positivo.

Estes 12 reclusos positivos, ainda que assintomáticos, estão internados em espaço próprio, isolados da restante população prisional e sob acompanhamento clínico permanente, ressalvou.

Também nesta prisão foram suspensas as diferentes atividades e visitas, e a implementação da obrigatoriedade do uso de máscara por todos os reclusos, a todo o tempo e em todos os espaços do estabelecimento, vincou.

“Ir-se-á proceder à testagem da restante população prisional deste estabelecimento prisional”, contou a DGRSP.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.159.155 mortos resultantes de mais de 100 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Portugal registou hoje 293 mortos relacionados com a covid-19, um novo máximo diário desde o início da pandemia, e 15.073 novos casos de infeção com o novo coronavírus, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS).

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Fonte: LUSA

Notícias relacionadas