Transporte para vacinação no Porto disponível para todos a partir desta terça-feira

Todos os munícipes do Porto que forem convocados no âmbito do plano de vacinação contra a covid-19 vão poder usufruir de um programa de transporte em colaboração com as centrais de táxis, anunciou a Câmara

“Será divulgado hoje mesmo toda a forma de operacionalizar o programa, a partir de amanhã está disponível para todos”, adiantou a vereadora do pelouro dos transportes, Cristina Pimental, na reunião do executivo, na sequência de uma pergunta do vereador do PSD, Álvaro Almeida.

A responsável adiantou ainda que o programa, inicialmente pensado para apoiar o transporte de idosos aos centros de vacinação, foi alargado a todos aqueles que são convocados, “sem qualquer limitação”.

Reconhecendo que demorou algum até ser possível chegar a acordo com as duas centrais de táxis da cidades, Cristina Pimentel indicou ainda que já foi fornecido um número de telemóvel único para qual será feito o pedido, passando o mesmo a funcionar a partir desta terça-feira.

A Câmara do Porto anunciou, em 22 de fevereiro, estar a ultimar acordos com duas centrais de táxis para apoiar o transporte de idosos aos centros de vacinação criados pelos dois Agrupamentos de Centros de Saúde (AcES) da cidade.

O anúncio foi feito na reunião do executivo pelo presidente da Câmara do Porto, o independente Rui Moreira, na sequência de uma recomendação verbal apresentada pelo vereador do PSD, Álvaro Almeida, que pretendia a autarquia estendesse o apoiado prestado aos AcES fosse estendido aos idosos, apoiando as suas deslocações aos centros de vacinação.

“Muitas vezes são chamados para a própria tarde ou para o dia seguinte e não têm facilidade em encontrar transporte. Pode tornar-se uma situação stressante, e por isso era preciso apoiar com o transporte e não só”, referiu, na altura, o vereador social-democrata, salientando que o modelo já a ser implementado por outras autarquias.

À data, o vereador salientou que em causa estão pessoas com mais de 80 anos, a maioria a viver sozinhas e com dificuldades em se deslocar, pelo que a criação de um sistema de acompanhamento que assegurasse o transporte e o acompanhamento do idoso, beneficiaria estes utentes.

Mostrando-se de acordo com a proposta do vereador social-democrata, Moreira indicou que a parceria estabelecida vai de encontro às necessidades desta população, além de ser uma forma de apoiar o setor dos táxis “que está a passar uma grande crise”.

Inicialmente avançada pelo autarca, a informação foi posteriormente confirmada pela vereadora dos Transportes, Cristina Pimentel que adiantou estar “em contacto com as duas centrais de táxi” da cidade “para que sejam parte ativa no transporte de e para os centros de vacinação”, estando os acordos “a ser finalizados”.

Na altura, a responsável adiantou ainda que, no âmbito do “plano de micromobilidade” para os centros de vacinação também foi feito “o reforço de algumas linhas da STCP”.

Na reunião do executivo de hoje, o executivo aprovou ainda, por unanimidade, a cedência, por seis meses não renováveis, da Escola Básica do Sol, na Sé, à Administração Regional de Saúde do Norte (ARS-N) para instalação de um centro de vacinação.

O equipamento que vai servir o Agrupamento de Centros de Saúde (ACeS) do Porto Ocidental já está, contudo, na posse da ARS-Norte que, em 23 de fevereiro, esclareceu à Lusa, que o espaço estava a ser preparado, estando prevista a sua entrada em funcionamento no início desta semana.

Em Portugal, morreram 16.565 pessoas dos 810.459 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

Notícias relacionadas